Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Janeiro de 2022

Policial

Presa dupla acusada de torturar e matar mulher em Corumbá

A Polícia Civil encontrou dificuldades para realizar as investigações por causa do medo de moradores

Diário Corumbaense

03 de Janeiro de 2015 - 07:59

Browner Saucedo Chaves, de 23 anos, e Carlos Henrique Menacho Rocha, de 21 anos, conhecido por “Caíque”, foram presos nesta sexta-feira (02) acusados de envolvimento na morte de Rosângela Prieto Gonçalves, de 44 anos, no último dia 28 de dezembro, no Bairro Popular Velha, em Corumbá. Carlos é o principal suspeito de ser o autor do crime e estava foragido do regime semiaberto desde julho do ano passado. Ele e Browner têm passagens pela polícia por roubo.

Segundo a Delegada de Polícia Civil, Paula Ribeira dos Santos Oruê, Browner alega que o motivo do desentendimento teria sido que ‘Caíque’ entregou R$ 50 para a Rosângela comprar droga e foi morta por não ter cumprido o acordo. Caíque, por sua vez, acusa o comparsa, Browner de ter cometido o crime e ambos negam que estivessem juntos, quando a vítima foi morta.

Já a versão de uma testemunha, afirma que a vítima se recusou a fazer um programa sexual com Caíque e devolveu o dinheiro. Enfurecido, ele teria iniciado uma sessão de tortura contra a mulher.

A Polícia Civil encontrou dificuldades para realizar as investigações por causa do medo de moradores. Os acusados são conhecidos no bairro e “Caíque” é bastante temido por quem mora na região.

“As investigações continuam porque, além de ouvir os suspeitos, nós temos outras testemunhas para serem ouvidas e a nossa esperança é que agora, com eles presos, as testemunhas tomem coragem e falem o que realmente sabem”, disse a delegada.

As informações iniciais de que Rosângela estaria acompanhada de um namorado no dia em que foi morta não se confirmaram durante as investigações. “Na verdade, uma pessoa tentou socorrê-la enquanto apanhava, mas se afastou depois de ameaçada”, disse Paula Oruê.

Browner Saucedo e Carlos Henrique Rocha tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça.