Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Policial

Presa por torturar criança tem 40% do corpo queimado em briga no presídio

Durante a discussão, a mulher teria jogado uma bacia de água quente na cabeça da presa, que ficou 40% do corpo com queimadura de 1º e 2º graus.

Campo Grande News

02 de Fevereiro de 2017 - 16:46

Uma detenta de 36 anos teve 40% do corpo queimado depois que uma colega de prisão lhe deu um banho de água quente no presídio feminino Irmã Irma Zorzi, em Campo Grande. A situação ocorreu no último dia 29, e foi registrada como tentativa de homicídio.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a vítima está presa desde 2013 por tortura de uma criança de sete anos, e no último domingo se envolveu em uma briga com outra detenta, de 32 anos.

Durante a discussão, a mulher teria jogado uma bacia de água quente na cabeça da presa, que ficou 40% do corpo com queimadura de 1º e 2º graus.

A vítima está internada na Santa Casa de Campo Grande e, segundo o hospital, está consciente e orientada, mas tem queimaduras graves na face, pescoço, ombro esquerdo, cocha esquerda.

Tortura – Segundo a polícia, o crime praticado pela detenta queimada ocorreu em 2013. Na época, uma moradora do bairro Nova Lima encontrou uma criança perambulando pelo bairro, com uma sacola nas mãos.

Ao observar a criança, a moradora percebeu que o menino estava com ferimentos pelo corpo, e sem as unhas. Em conversa com a criança, a mulher descobriu que ele estava sendo torturados pelos tios, com quem morava, e denunciou o caso à polícia.

Na época, a mulher de 36 anos e o marido dela de 35, foram presos em flagrante.