Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Policial

Quadrilha presa em táxi “arrastou” dois carros de luxo para o Paraguai

O carro estava na casa de Diego Monteiro, irmão de João. Além do Golf, um VW Gol também estava escondido na residência.

Campo Grande News

26 de Julho de 2013 - 09:47

Um Chevrolet Agile e uma Toyota Hilux, carros considerados de luxo, estão entre os veículos roubados em Campo Grande e “arrastados” ao Paraguai por uma quadrilha formada por sete pessoas. Além dos dois automóveis, um VW Voyage também foi levado para o país vizinho, concluiu a polícia, que desmantelou o grupo nesta quinta-feira (25), depois que um táxi foi abordado no Jardim Batistão.

A ação, que culminou com a prisão dos sete indivíduos, três adultos e quatro adolescentes, de 16 e 17 anos, teve início na madrugada de hoje, na Rua Pará, Jardim Batistão. Os policiais do 1º BPM faziam rondas pelo local quando viram o João Paulo dos Santos Lima, 19 anos, em atitude suspeita dentro de um táxi.

Para os policiais, o rapaz tinha as mesmas características do autor de um roubo de um VW Golf, ocorrido na noite de ontem (24). Durante a abordagem, João confessou o roubo e ainda levou a policia até o Jardim Caiobá, onde o Golf foi encontrado.

O carro estava na casa de Diego Monteiro, irmão de João. Além do Golf, um VW Gol também estava escondido na residência. Os dois confessaram que o carro também era produto de roubo e disseram que faziam parte de uma quadrilha especializada em roubos e furtos de veículos.

Do Jardim Caiobá, a polícia seguiu até a Vila Fernanda, onde um adolescente de 16 anos foi apreendido. Na casa dele, os policiais encontraram um Chevrolet Corsa, também produto de roubo.

Após investigações na Vila Fernanda, os policiais seguiram até a Vila Nasser. Lá, prenderam os quatro restantes da quadrilha: três menores de idade e um de 19 anos, identificado como Cleison Moraes Junior.

Além dos veículos apreendidos, os policiais encontraram porções de cocaína, um revólver calibre 38, que estava em poder de João Paulo, e duas chaves modificadas de veículos. A quadrilha confessou que já havia levado o Agile, a Hilux e o Voyage ao país vizinho.

Todos os sete envolvidos com os crimes já possuem passagens pela polícia. Os crimes cometidos foram tráfico de drogas, roubo e furto. Segundo os policiais, cada integrante do bando tinha uma função na hora de cometer os delitos. Alguns só praticavam roubo, outros só cometiam furto e outros faziam a travessia dos carros até o Paraguai.

Os veículos apreendidos foram encaminhados à Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos). As drogas foram encaminhadas à Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) e os menores encaminhados à Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).