Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 18 de Setembro de 2020

Policial

Taxista desaparecido na noite de sábado é encontrado morto com tiro na cabeça

Luciano trabalhava em ponto nos altos da Avenida Mato Grosso e sumiu depois de corrida às 23h30.

Campo Grande News

26 de Abril de 2020 - 18:44

O taxista Luciano Barbosa Franco, 44 anos, foi encontrado morto há pouco na região do Núcleo Industrial de Campo Grande. O corpo estava em matagal, as margens da BR-262, com marca de tiro na cabeça e muito sangue no rosto. A perícia esteve no local, assim como um grupo grande de taxistas que ajudava nas buscas.

Luciano trabalhava no ponto de táxi do Novotel, nos altos da avenida Mato Grosso, e estava desaparecido desde ontem. A última chamada foi para uma corridas às 23h30, no Shopping Campo Grande.

O rastreador do carro deu sinais pela última vez às 24h05. Como Luciano não deu mais notícias, ainda na madrugada, a família registrou Boletim de Ocorrência por desaparecimento, às 3h52 deste domingo.

O carro, um Virtus, foi encontrado por volta das 10h30 no Bairro Santa Emília, sem os pneus. A cerca de 15 quilômetros de distância, praticamente ao mesmo tempo, um ciclista passava pela BR-262, na altura do Núcleo Industrial, quando avistou o corpo e ligou para a polícia.

Neste momento, cerca de 30 taxistas acompanharam o trabalho da perícia na BR-262. Assim que ficaram sabendo da localização do corpo, foram até lá, depois da confirmação da morte fizeram uma oração na rodovia.

O taxista José de Oliveira diz que conhecia Luciano e a família dele. "É muito triste isso que acontece e faz repensar a nossa profissão".