Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Política

Bernal ignora aliados e articula candidato próprio a governador

O PT tem como pré-candidato a governador o senador Delcídio do Amaral, enquanto os tucanos podem lançar Reinaldo Azambuja (PSDB) ao Governo ou ao Senado.

Campo Grande News

02 de Outubro de 2013 - 14:44

O prefeito Alcides Bernal (PP) está articulando o lançamento de um candidato próprio para disputar a sucessão do governador André Puccinelli (PMDB) em 2014. Na tradicional entrevista ao programa Refazenda, do vereador e presidente municipal do PP, Cazuza, ele revelou que houve reunião dos dirigentes do PP para discutir a sucessão estadual.

Bernal, que também acumula a presidência regional do PP, agradeceu a presença de partidários em uma reunião do partido realizada na segunda-feira (30), em Campo Grande, onde foram apresentados “pré-candidatos a deputado estadual, federal e também a senador e também a governador. Estamos conversando com os integrantes do partido progressista de cada região do Mato Grosso do Sul”.

No entanto, ele não revelou os nomes dos candidatos majoritários, no caso a senador e governador. Com a decisão, ele descarta retribuir o apoio obtido pelo PT e PSDB no segundo turno das eleições do ano passado. O PT tem como pré-candidato a governador o senador Delcídio do Amaral, enquanto os tucanos podem lançar Reinaldo Azambuja (PSDB) ao Governo ou ao Senado.

A declaração causou estranheza até entre os integrantes do partido, como o vereador Waldecy Chocolate (PP). “Que é esse nome a governo? Queria saber”, disse ao lembrar que o senador Delcídio do Amaral (PT) seria a melhor escolha.

O ex-presidente municipal do PP, Cesar Afonso, relatou que Bernal tem autonomia para decidir a questão. “Se o presidente falou é possível. Ele sempre teve o aval dos progressistas para definir o que é o melhor para o partido”, ressaltou Afonso.

Tanto Chocolate como Afonso não estiveram presentes na reunião de segunda-feira por conta de compromissos fora da Capital. A reportagem tentou contato com o presidente municipal do PP, vereador Cazuza, mas ele não foi localizado. Bernal também não atendeu as ligações.