Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Política

Bernal invade programa de candidatos a deputado e ataca adversários

Ele fez a apresentação do programa, citando os nomes dos candidatos a deputado (federal) do PP e relembrou a cassação pelos vereadores de Campo Grande

Campo Grande News

19 de Agosto de 2014 - 09:22

O ex-prefeito e candidato ao Senado, Alcides Bernal (PP), invadiu o primeiro programa eleitoral de rádio, que aconteceu hoje (19), pela manhã. Neste primeiro dia os candidatos a presidência da república e a deputado federal adiantaram algumas propostas. Bernal, além de apresentar os candidatos do PP, voltou a citar a sua cassação, voltando a defini-la como "golpe".

Ele fez a apresentação do programa, citando os nomes dos candidatos a deputado (federal) do PP e relembrou a cassação pelos vereadores de Campo Grande. "O golpe que aconteceu na Capital", se referiu ao episódio.

De acordo com sua assessoria, o ex-prefeito não cometeu nenhuma irregularidade, já que não pediu votos para ele, assim como apresentou os candidatos na função de presidente estadual do PP. Bernal teve sua candidatura ao Senado indeferida pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), mas recorre da decisão no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os candidatos ao governo, Senado e deputado estadual estreiam no programa eleitoral apenas amanhã (20), já que estes irão apresentar as propostas nas segundas, quartas e sextas-feiras. Já os postulantes a presidência da república e Câmara dos Deputados, ficaram com as terças, quintas e sábados.

Propostas - Os candidatos a deputado federal de Mato Grosso do Sul seguiram as "velhas" propostas tradicionais neste primeiro dia, como projetos e ações para saúde, educação, geração de empregos e o combate a corrupção, com mais ética e lisura nos trabalhos do legislativo.

Também houve discursos segmentados para as mulheres, indígenas, evangélicos e também direcionados a grandes regiões do Estado, onde os candidatos almejam ser representantes destes locais. Os candidatos novos pediram renovação e mudança na política do Estado, já os que pretendem buscar a reeleição apostaram no trabalho desenvolvido e atuação no Congresso Nacional.