Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 22 de Setembro de 2020

Política

Chefe do setor de Tributação deixa o cargo e vai ser candidato a vereador

De acordo com Eraldo, desde o ano passado informou ao prefeito Marcelo Ascoli sua intenção de ser candidato daí que deixaria o cargo.

Redação/Região News

02 de Março de 2020 - 07:14

Chefe do setor de Tributação deixa o cargo e vai ser candidato a vereador

O chefe do setor de tributação da Secretaria Municipal de Fazenda, José Eraldo, foi exonerado do cargo, segundo ele, a pedido, porque pretende disputar uma vaga de vereador. De acordo com Eraldo, desde o ano passado informou ao prefeito Marcelo Ascoli sua intenção de ser candidato daí que deixaria o cargo no final de março, quando termina o prazo de desincompatibilização.

A exoneração de Eraldo, foi antecipada de acordo com o ex-chefe de tributação, por divergências com o secretário de Fazenda, Renato da Silva Santos e o procurador jurídico, Luiz Palermo.

Eraldo, que não tem formação na área de tributação e contabilidade, discordou da decisão do Governo que primeiro cortou a gratificação de produtividade de 100% paga aos fiscais por decreto. Os funcionários recorreram à Justiça e a medida foi derrubada. No mês passado foi publicado um decreto que regulamenta o benefício, mas limitado a 50% do vencimento base.

José Eraldo atribui ao seu desempenho o incremento na receita própria, mas sua permanência no cargo foi contestada por auditores do Tribunal de Contas em 2018, já que não teria demonstrado capacidade técnica para a função.

Embora tenha sido nomeado para o cargo por indicação pessoal do prefeito, Eraldo diz que ainda não definiu se vai escolher para disputar a eleição um partido que estiver no palanque de reeleição de Marcelo Ascoli.