Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Política

Decisão do PSD de apoio para governador não será pessoal, diz Antônio João

Um dos indicativos da boa posição do PSD no cenário estadual, segundo Antônio João, é o interesse que vem despertando em pré-candidatos à Assembleia Legislativa e Câmara Federal

Campo Grande News

17 de Setembro de 2013 - 16:30

O presidente regional do PSD e dono do jornal Correio do Estado, Antônio João Hugo Rodrigues, garantiu que desta vez não vai escolher pessoalmente o candidato a governador que irá apoiar em 2014. “Sempre escolhi candidatos pela minha preferência pessoal. Hoje obrigatoriamente tenho de pensar no meu partido como um todo e usar o bom senso para o que seja melhor para Mato Grosso do Sul”, declarou ele aos jornalistas, pouco antes de se reunir a portas fechadas com o pré-candidato a governador do PMDB, Nelsinho Trad, que deseja ter apoio eleitoral do PSD.

Antônio João disse que até agora só conhece dois pré-candidatos ao governo do Estado, Nelsinho Trad e o senador Delcídio do Amaral (PT). “Hoje vou só ouvir o que Nelsinho vai dizer, mas ninguém espere que daqui saia coisa definitiva, que se escolha um lado ou outro”, avisou o dirigente partidário.

Na opinião do dirigente, hoje o PSD tem muita força, especialmente em Campo Grande, onde tem três vereadores, a segunda maior bancada ao lado da do PT e do PT do B, e possuiu um tempo razoável de televisão, dois minutos. “Sem falsa modéstia, hoje eu sou a cereja do bolo”, afirmou o empresário.

Um dos indicativos da boa posição do PSD no cenário estadual, segundo Antônio João, é o interesse que vem despertando em pré-candidatos à Assembleia Legislativa e Câmara Federal. “Acredito que nosso partido será muito procurado para conversas posteriores, inclusive tem deputados estaduais e federais que já procuraram o PSD para lançar candidatura”, informou.

A reunião de Nelsinho e Antônio João acontece neste momento na sede do Diretório Regional do PSD, na Rua Bahia. Há pouco chegou Coringa, um dos três vereadores do partido, para também participar da reunião com Nelsinho.