Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Política

Delcídio conversou com Aécio para fechar aliança com Azambuja em MS

Delcídio se encontrou com o senador Aécio Neves em Brasília e falou da possibilidade de aliança entre os dois partidos em Mato Grosso do Sul

Midiamax

13 de Setembro de 2013 - 14:32

O senador Delcídio do Amaral (PT) está empenhado em fechar a aliança com o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) em Mato Grosso do Sul. O partido encontra dificuldade por conta da disputa nacional entre Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB), que podem disputar a presidência. Porém, tanto Reinaldo quanto Delcídio já conversam para contornar o problema.

Delcídio se encontrou com o senador Aécio Neves em Brasília e falou da possibilidade de aliança entre os dois partidos em Mato Grosso do Sul. Segundo Azambuja, Aécio gostou da conversa e ficou de falar com ele pessoalmente, mas por problemas nas agendas, a reunião ficou para terça-feira (17).

Ainda de acordo com Azambuja, a impressão de Aécio foi a mesma de Delcídio, que também ficou animado com a reunião. “O Delcídio disse a mesma coisa: que o Aécio falou que sentaria comigo, assim como ele está sentando com as lideranças do PT”, confirmou.

Nesta sexta-feira (13), Azambuja e Delcídio chegaram juntos a Costa Rica, onde participaram de cerimônia de entrega de maquinas motoniveladoras do Governo Federal. Lá, Delcídio disse a imprensa local que está conversando com petistas e o diálogo está bem adiantado. Já Azambuja declarou que a tendência é caminhar junto com Delcídio, ressaltando que há um bom projeto do senador para Mato Grosso do Sul.

A dificuldade de entendimento entre PSDB e PT em Mato Grosso do Sul é maior por parte do PT, já que a eleição de Azambuja garante mais um opositor a presidente, caso seja reeleita. No PSDB o problema é menor, já que o partido ganhará um opositor em caso de fracasso de Aécio e um aliado, caso o senador vença a petista. Aécio também não terá problema com palanque, já que Delcídio e Azambuja farão dois, caso fechem aliança.

O evento também contou com a presença do governador André Puccinelli (PMDB) e da vice-governadora Simone Tebet (PMDB), ambos cotados para disputar o senado representando o PMDB. No evento, Puccinelli foi cobrado da presença de Nelsinho Trad e preferiu dizer que trouxe Simone, candidata dele ao Senado. (Com informações do site Hora da Notícia).