Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Política

Deputado quer a criação de Embrapa para Agricultura Familiar em MS

O deputado Tetila defende a criação da Embrapa - Agricultura Familiar para melhorar a economia das famílias das pequenas propriedades rurais

Assessoria

20 de Agosto de 2013 - 15:40

O deputado estadual Laerte Tetila (PT), presidente da Comissão de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos, solicitou hoje (20/08) ao governo federal a criação no Mato Grosso do Sul da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) voltada para a agricultura familiar.

A empresa criada em 1973 para aumentar a oferta de alimentos no Brasil tem unidades específicas para o desenvolvimento de pesquisas sobre o gado de corte e leiteiro, caprinos, pesca, milho e soja, entre outros. O deputado Tetila defende a criação da Embrapa - Agricultura Familiar para melhorar a economia das famílias das pequenas propriedades rurais, promover os assentamentos da reforma agrária para obter o desenvolvimento econômico e social no campo.

“A criação da Embrapa Agricultura Familiar vai possibilitar a agricultura familiar, por meio do acesso a pesquisas, a inovação e a transferência de tecnologias que combine produção, agregação de valor e acesso a mercados com garantia de renda, exercer sua vocação como a maior fornecedora de alimentos para a mesa dos sul-mato-grossenses e dos brasileiros”, afirma o deputado Laerte Tetila.

O parlamentar aponta que a Embrapa é responsável pela adaptação da soja às condições nacionais, fator que permitiu ao Brasil ocupar a segunda posição no ranking de produção mundial. “A criação de programas específicos de pesquisa para a agricultura familiar certamente vai aumentar a eficiência da produção no campo e a variedade de produtos com maior qualidade”, explica Tetila.

 “A vocação agrícola do Mato Grosso do Sul e o expressivo número produtores da agricultura familiar necessitam de informações, pesquisas e a troca de conhecimento com pesquisas voltadas para esse setor da produção que hoje, no país, responde por 70% daquilo que está no prato dos brasileiros e 40% da economia gerada pela produção rural. A Embrapa - Agricultura Familiar é necessária para aperfeiçoar a produção no campo, melhorar a qualidade dos alimentos e reduzir o valor dos produtos para o consumidor”, destaca Tetila.

O deputado aponta que oito em cada dez propriedades rurais brasileiras são dedicadas à agricultura familiar. “Apesar dos avanços obtidos, a pequena produção ainda sofre com a falta de incentivos, amparo e pesquisas sobre a pequena produção. Precisamos criar condições para que essas famílias tenham acesso a produtos e estudos desenvolvidos para atender as suas especificidades”, ressalta Tetila ressaltando que a agricultura familiar engloba os produtores ribeirinhos, pescadores, quilombolas, assentados, indígenas e populações tradicionais. No Brasil existem 4,5 milhões de propriedades voltadas para a agricultura familiar, responsáveis por 74% do emprego no campo, conforme dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

O documento será encaminhado à ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann, ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, ao Diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Gilberto José Spier Vargas, ao secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Valter Bianchini, e ao senador Delcídio do Amaral (PT).