Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Política

Emocionados, vereadores lembram familiares, choram e garantem apoio ao prefeito

O vereador Otacir Figueiredo, representante da comunidade terena, fez questão de destacar suas raízes culturais, cantando um louvor na língua da sua etnia

Flavio Paes/Região News

01 de Janeiro de 2017 - 11:28

A tônica dos breves três minutos de discursos que cada um dos 15 vereadores teve para se manifestar na solenidade de posse na manhã deste domingo foi de emoção. Alguns foram às lágrimas ao invocar suas trajetórias pessoais e agradecer o apoio das suas famílias para chegarem à condição atual, a de representar a sociedade sidrolandense no Legislativo.

Também foram  unânimes, pelo menos neste primeiro pronunciamento da tribuna, a disposição de ajudar a nova administração, votando a favor dos projetos de interesse da cidade, reforçando o trabalho para buscar parcerias e recursos junto ao Governo do Estado e ao Governo Federal.

“A eleição acabou. Dr. Marcelo conta comigo para ajudar nossa cidade”, assegurou um dos estreantes na Casa, o vereador Valdecir José Carnevalli. Ganso se emocionou ao lembrar que exatamente o 1º de janeiro, coincidindo com a posse, era a data em que seu pai estaria aniversariando. 

A vereadora Vilma Felini (PSDB), garantiu. "Esta guerreira não é vereadora da situação ou da oposição. É vereadora do povo sidrolandense. Conte comigo prefeito", sustentou.  

O vereador Otacir Figueiredo, representante da comunidade terena, fez questão de destacar suas raízes culturais, cantando um louvor na língua da sua etnia. Chorou ao invocar a memória do irmão Osmar Figueiredo, ex-funcionário da Casa, morto num acidente de trânsito. Seu gesto comoveu o prefeito que também se emocionou e fez questão abraçar o novo 2º secretário da Mesa Diretora.

Adilson de Brito, do PROS, que foi presidente da Fundação de Cultura, se apresentou como “soldado de Sidrolândia”, e colocou-se a disposição do novo prefeito para ajudar a cidade. Itamar de Souza, também agradeceu sua família e ficou com voz embargada ao falar do pai que passa por problemas de saúde.