Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 26 de Setembro de 2020

Política

Exclusivo: Entrevistado pelo RN, Zeca do PT avalia disputar Prefeitura de Sidrolândia

Zeca do PT, está avaliando a possibilidade de transferir seu domicílio eleitoral de Campo Grande para Sidrolândia

Flávio Paes/Região News

09 de Janeiro de 2020 - 13:34

O ex-governador do Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, está avaliando a possibilidade de transferir seu domicílio eleitoral de Campo Grande para Sidrolândia. As informações foram confirmadas pelo próprio Zeca, durante entrevista concedida ao RN na manhã desta quinta-feira (9).

O ex-governador, admite que pode ceder aos apelos de alguns companheiros do partido e lideranças dos movimentos sociais e disputar a Prefeitura da cidade. Na entrevista à reportagem, Zeca disse que após a eleição de 2018, quando concorreu ao Senado, em comum acordo com a família, decidiu se aposentar da política para se dedicar as suas atividades particulares e desde então, tem recebido sugestões de disputar a eleição para prefeito em cidades onde tem uma maior identidade política, como Bela Vista, Porto Murtinho e também Sidrolândia.

"Confesso que estou tentado a entrar na disputa em Sidrolândia, onde sempre tiver votações expressivas, na maioria das vezes como o candidato mais votado", admite, Zeca, que como governador e depois deputado federal sempre destinou recursos para atender os indígenas e assentados da cidade que concentra o maior número de assentamentos do país; 29 no total, além de 5 aldeias indígenas.

"Acredito que a cidade precisa de um prefeito que direcione políticas públicas para ajudar o assentado a produzir, não só para subsistência, mas que lhe assegure renda", ressalta. Em sua avaliação, Sidrolândia é uma cidade estratégica para o Estado, tem sido polo de desenvolvimento industrial e caminha para se transformar numa das principais economias, já que a produção agricultura cresce em média 10% ao ano.

Eleição

O ex-governador tem até abril para transferir seu domicílio eleitoral e disputar a eleição em Sidrolândia. A eventual entrada no cenário político, teria um impacto acentuado nas pretensões do prefeito Marcelo Ascoli (PSL) de disputar a reeleição. Depois de romper a aliança com o MDB, o prefeito tem no PT sua principal bandeira aliada.

O PT foi estratégico para Ascoli garantir nas eleições de 2016, certa vantagem sobre o candidato adversário e garantir a vitória nas eleições de 2016. Caso seja confirmada a pré-candidatura do ex-governador com a transferência do seu domicílio eleitoral, o prefeito pode voltar a mexer na equipe de trabalho, já que o PT ocupa espaços importantes na gestação como, por exemplo, a Secretária de Assistência Social, hoje sob o comando do produtor rural, Paulo Atílio Pereira.