Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Política

Felipe Orro defende desoneração dos medicamentos

Na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar já foi implantada. “Não é só ter mais médicos, é preciso ter remédios”, defendeu Felipe Orro.

Assessoria

04 de Outubro de 2013 - 07:10

O deputado estadual Felipe Orro (PDT) propôs nesta quinta-feira (3/10) a criação de uma Frente Parlamentar para a Desoneração dos Medicamentos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O objetivo é buscar alternativas para acabar ou reduzir os impostos incidentes sobre os remédios comercializados no Estado.

Hoje, no Brasil, a carga tributária representa 33,9% no preço final dos medicamentos. “É a maior tributação do mundo. Tem gente morrendo porque não tem dinheiro para comprar um remédio. A média da carga tributária no mundo é de 6,3%. Nós precisamos zerar os custos dos impostos sobre os medicamentos”, disse.

Nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, a tributação para medicamentos é zero. Já em alguns países da Europa, como Holanda, Bélgica, França, Suíça, Espanha e Itália, o valor dos impostos incidentes sobre medicamento atinge, no máximo, 10%.

Na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar já foi implantada. “Não é só ter mais médicos, é preciso ter remédios”, defendeu Felipe Orro.