Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 20 de Setembro de 2020

Política

Gerson Claro é o novo líder do Governo na Assembleia e diz que missão será em favor do interesse público

Gerson, o primeiro parlamentar eleito com domicilio eleitoral em Sidrolândia, está assumindo uma função estratégica no parlamento.

Redação/Região News

11 de Fevereiro de 2020 - 13:15

Gerson Claro é o novo líder do Governo na Assembleia e diz que missão será em favor do interesse público

O governador Reinaldo Azambuja indicou o deputado Gerson Claro (PP) para assumir a liderança do Governo na Assembleia Legislativa. Gerson, o primeiro parlamentar eleito com domicilio eleitoral em Sidrolândia, embora seja um estreante, está assumindo uma função estratégica no parlamento. O vice-líder será o deputado Eduardo Rocha.

Gerson Claro vai substituir José Carlos Barbosa (DEM), que exercia a função no ano passado. O parlamentar não será mais o líder porque já anunciou que é pré-candidato a prefeito de Dourados. Por isso, vai ter que se dedicar ao mandato e a campanha eleitoral.

Desde o retorno das atividades no Legislativo, o parlamentar já era o principal nome cotado para ficar com a função de líder. Houve várias reuniões dos parlamentares com o governador, que antes de definir o nome do representante consultou a base para depois tomar a decisão. O secretário especial de Articulação Política do Estado, Sérgio de Paula, tinha adiantado que a escolha do líder seria anunciada no começo desta semana.

Entre as principais missões de Gerson, a interlocução entre os dois poderes, principalmente para articular a aprovação de projetos do Executivo, aperfeiçoar a proposta e vencer resistências pontuais.

“Recebi a indicação como missão de defender os projetos importantes para Mato Grosso do Sul. O Governo do Estado deverá manter as medidas para continuar o equilíbrio fiscal e as contas em dia. Pretendo desempenhar a função de líder do governo com muita responsabilidade e diálogo”, destacou o parlamentar.

Gerson chega à liderança após se revelar um hábil articulador político, atuando na relatoria de projetos polêmicos como o da reforma da Previdência. Foi um ativo integrante da principal comissão técnica da Casa, a Constituição, Justiça e Redação.

Entre as bandeiras que levantou já no primeiro ano de mandato, a implantação do contorno rodoviário de Sidrolândia; a pavimentação do acesso ao Frigorífico Balbino e um ramal do gasoduto que vai disponibilizar gás natural para cidade. Outras das suas metas é trazer para a cidade um polo da Universidade Estadual.

“Tenho consciência da minha responsabilidade a partir da minha investidura como deputado. Nosso trabalho tem âmbito estadual, mas certamente, por nossa ligação pessoal e familiar com a cidade, as questões de interesse da população sidrolandense serão uma prioridade da minha agenda de trabalho”, declarou logo após ser eleito.

Natural de Itaporã, mais radicado desde a infância em Sidrolândia, Gerson se formou em História, deu aulas, continuou estudando e se formou em Direito. Foi diretor da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) e diretor-presidente do Departamento Nacional de Trânsito (Detran-MS).

Mesmo após galgar essas posições importantes, não se desvinculou das suas razões, filho de assentado, que na adolescência, já morando em Sidrolândia, ajudava a mãe que vendia marmitex para ajudar no orçamento familiar.