Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 27 de Setembro de 2020

Política

Juscelino toma posse com licença de Edno e pode ficar na Câmara até o fim do mandato

Juscelino Pereira na condição de 1º suplente toma posse na Câmara de Sidrolândia nesta terça-feira.

Flávio Paes/Região News

10 de Março de 2020 - 09:11

O microempresário Juscelino Pereira, com base eleitoral no distrito de Quebra Coco, na condição de 1º suplente toma posse na Câmara de Sidrolândia nesta terça-feira, ocupando a vaga aberta com o pedido de licença por 4 meses do vereador Edno Ribas.

Juscelino, que teve 414 votos e perdeu a vaga para Otacir Figueiredo por uma diferença de 3 votos, pode permanecer no exercício até o término da atual legislatura em 31 de dezembro.

É que o vereador Edno não deve disputar a reeleição e Juscelino até 4 de abril deve migrar para o PP (Partido Progressista) se integrando ao grupo político do deputado estadual Gerson Claro, que planeja eleger uma bancada de 5 vereadores.

Juscelino, que sempe foi ligado politicamente ao ex-prefeito Enelvo Felini, antes de decidir pela filiação ao PP durante a janela partidária, esteve na iminência de entrar no Podemos, partido que é uma espécie de linha auxiliar do PSDB no Estado.

Enquanto Edno Ribas formaliza seu pedido de licença, o vereador Kennedi Forgiarini, que pretendia se afastar da Câmara para abrir espaço ao 2º suplente, Ricardo Alves da Silva, com o compromisso dele de se filiar ao PP, desistiu. “Vou continuar no Legislativo”, garante Forgiarini.

Kennedi desistiu da licença porque abriria vaga para o 1º suplente da sua coligação, Jová Antunes, condenado por tráfico de drogas, conseguiu progressão da pena para o regime semiaberto. Como passou a ter direito de ficar em liberdade durante o dia, Jová poderia exercer o mandato e pedir autorização do juiz para participar das sessões que são realizadas à noite.