Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 7 de Março de 2021

Política

Líderes políticos fazem fila para apoiar campanha de Reinaldo Azambuja

Até políticos de partidos aliados do PT estão abandonando o ‘busão’ do senador Delcídio para migrarem ao palanque do tucano

Correio do Estado

08 de Outubro de 2014 - 08:05

Líderes políticos fizeram fila para falar com o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato a governador, que estará disputando o segundo turno com o senador Delcídio do Amaral (PT). Ontem à tarde, a residência de Azambuja estava congestionada de lideranças de Campo Grande e interior do Estado. Todas tentavam reunião de alguns minutos para anunciarem apoio ao tucano.

Até políticos de partidos aliados do PT estão abandonando o ‘busão’ do senador Delcídio para migrarem ao palanque do tucano. Ontem à tarde, o deputado federal Fabio Trad (não reeleito) e deputado estadual Marquinhos Trad (bicampeão de votos) fecharam com Azambuja, numa conversa de 10 minutos, acompanhado do ex-senador Antonio João Hugo Rodrigues, presidente regional do PSD.

Logo em seguida, Azambuja foi ao escritório do candidato derrotado ao governo, ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB), para discutir a aliança no segundo turno. Hoje, às 10 horas, o ex-prefeito deverá anunciar oficialmente a adesão à campanha do candidato tucano.

Mas antes de ir ao escritório de Nelsinho, Azambuja recebeu apoio da maioria dos vereadores de Campo Grande, inclusive, de peemedebistas ligados ao governador André Puccinelli, como Vanderlei Cabeludo. Prefeitos do interior, alguns aliados de Delcídio no primeiro turno, migrarem também para a candidatura de Azambuja. Eles foram a casa do tucano manifestar apoio político.

Até o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen, um dos principais aliados de Delcídio, também foi à residência de Azambuja discutir o segundo turno.

Líderes políticos fazem fila para apoiar campanha de Reinaldo Azambuja