Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Política

Mandetta quer que Ministério da Saúde assuma responsabilidade pela atuação dos médicos estrangeiros

Essas e outras propostas serão discutidas pelos integrantes da Comissão, que voltaram a se reunir hoje, na sala da presidência da Comissão de Seguridade Social da Câmara

Assessoria

25 de Setembro de 2013 - 14:00

O deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) apresentou voto em separado na Comissão Mista que analisa a MP 621, para que o Ministério da Saúde assuma a total responsabilidade pela atuação dos médicos estrangeiros durante um ano, com dispensa do registro nos Conselhos de Medicina.

Ao final desse primeiro ano, os médicos teriam que repassar pelo Revalida, mas ainda ficariam presos ao contrato do “Mais Médicos”, que prevê que eles atuem apenas nas áreas de difícil provimento. Para Mandetta, neste momento, esta parece ser a melhor opção neste caso.

Já o relator revisor, senador Mozarildo Cavalvanti (PTB-RR), sugeriu que os médicos que vierem pelo programa passem por algum tipo de avaliação nos primeiros três anos de atuação e depois façam o Revalida.

Cavalcanti também propôs um prazo de cinco anos para que o governo reforme ou construa unidades de saúde onde os médicos do programa vão atuar. Além disso, quer mudanças no funcionamento das Faculdades de Medicina.

Essas e outras propostas serão discutidas pelos integrantes da Comissão, que voltaram a se reunir hoje, na sala da presidência da Comissão de Seguridade Social da Câmara, para tentar chegar a um acordo sobre o texto que irá.