Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Política

"Me sinto indignado com o que estão fazendo com o país", diz Lula no Rio

Lula disse ainda que espera que Pezão ajude a evitar o impeachment, liderando uma aliança com outros governadores.

G1

03 de Dezembro de 2015 - 17:19

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu, na tarde desta quinta-feira (1º), com o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão no Palácio Guanabara, em Larajeiras, na Zona Sul do Rio. Ao final do encontro a portas fechadas, Lula e Pezão conversaram com a imprensa e o ex-presidente comentou a decisão do presidente da Câmara do Deputados, Eduardo Cunha, nesta quarta-feira (2), de autorizar a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff:

"Me sinto indignado com que estao fazendo com o país. Cunha só está pensando nele. Não pensa no país, na economia. O Brasil não merece isso. É uma insanidade", disse o ex-presidente.

"Não se pode permitir que essa loucura que o Eduardo Cunha fez demore muito. Tem que resolver logo", acrescentou.

Lula disse ainda que espera que Pezão ajude a evitar o impeachment, liderando uma aliança com outros governadores. Perguntado sobre novas reuniões com governadores o ex-presidente Lula disse "vamos ver".

Lula também recabou a declaração de Cunha na qual ele afirmou que a presidente "mentiu à nação quando disse que não faria barganha" sobre o processo contra ele no Conselho de Ética. De acordo com ele, Dilma chamou o deputado André Moura (PSC-SE), um dos aliados do presidente da Câmara, para propor que, em troca da aprovação da CPMF, o PT votasse a favor de Cunha no Conselho de Ética.

"Eu conheço a Dilma e acho muito difícil que ela faça barganha", afirmou Lula.