Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Política

Moka e Simone votam com a população, e Delcídio com o PT

Por outro lado, o senador Delcídio do Amaral, que é do PT e líder do governo no Senado Federal, afirmou em entrevistas que vai lutar pela aprovação da CPMF.

Correio do Estado

17 de Setembro de 2015 - 07:26

Até mesmo senadores sul-mato-grossenses que integram partido da base do Governo de Dilma Rousseff são contrários à criação da CPMF. Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB, afirmaram que hoje não votam aumento de tributos. Por outro lado, o senador Delcídio do Amaral, que é do PT e líder do governo no Senado Federal, afirmou em entrevistas que vai lutar pela aprovação da CPMF.

Para Simone Tebet, “enquanto o governo não cortar na própria carne, não diminuir ministérios, não diminuir cargos, não aumentar o corte das despesas e não fizer o dever de casa, eu não vou nem discutir aumento de impostos”.

Posição parecida tem o senador Waldemir Moka, que enfatizou votar hoje contra a matéria que criaria a CPMF. “Sou contra a CPMF”, explicando que “acho difícil qualquer proposta do Governo chegar para votação no Senado Federal, já que o presidente da Câmara dos Deputados já disse que a matéria não deve ser apreciada este ano lá”.