Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 26 de Fevereiro de 2021

Política

Nelsinho e partidos aliados oficializam apoio a candidatura de Azambuja

O peemedebista anunciou que quatro pontos de seu programa de governo foram incorporados pelo candidato tucano

Flávio Paes/Região News

08 de Outubro de 2014 - 13:00

Terceiro colocado na disputa pelo Governo do Estado, o ex-prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB), anunciou nesta manhã seu apoio e de mais oito partidos que compunha sua coligação ao candidato tucano Reinaldo Azambuja, que vai disputar o 2º turno com o petista Delcídio do Amaral.

 “As urnas deram o recado de que a sociedade quer mudanças, com a esperança de dias melhores querem implementar uma realidade que gere transformações. E nós tivemos um papel legitimado pelos mais de 200 mil votos que recebemos”, declarou Nelsinho.

O peemedebista anunciou que quatro pontos de seu programa de governo foram incorporados pelo candidato tucano. Segundo Azambuja, os pedidos que versam sobre escolas de tempo integral, segurança pública com atenção especial à faixa de fronteira, regionalização da saúde e política de combate ao uso de drogas, já constavam também em suas metas de campanha.

“Nossos programas de governo são parecidos. Estes quatro pontos já estavam presentes no nosso conteúdo programático. Esse apoio é um importante fortalecimento da nossa candidatura. Agora vamos para as ruas convocar a militância para trabalhar nesses 18 dias que restam até o 2º turno. Temos chances de vencer”, destacou Reinaldo, que disse apenas que ainda vai estudar a participação de Nelsinho em sua campanha. 

Além dele, a coletiva na manhã desta quarta-feira (8) reuniu representantes de partidos que faziam parte de sua chapa majoritária, como o PHS, PSC, PEN, PTdoB, PRTB, PSB, PTN e o próprio PMDB, o único que não estava presente era o PRB, que ainda aguarda uma definição nacional, uma vez que a maior liderança da sigla, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), disputa o 2º turno para governador do Estado do Rio de Janeiro e tenta o apoio federal do PT.

Reinaldo Azambuja afirmou que na próxima sexta-feira (10) vai se reunir em São Paulo, Capital, o governador paulista reeleito, Geraldo Alckmin, e o senador eleito também por São Paulo, José Serra. Na pauta do encontro, além da visita de Aécio ao Mato Grosso do Sul, os peessedebistas vão discutir as estratégias de campanha para o 2º turno. 

Racha PMDB – Com o posicionamento de neutralidade do governador André Puccinelli, principal liderança do PMDB no Estado, Nelsinho Trad não quis revelar se guardava mágoas da sigla ou dos correligionários sobre o apoio neste 1º turno.

Trad Filho contemporizou quando questionado sobre a divisão de apoio dentro da legenda e seu futuro no PMDB. “Isso é normal no processo democrático. Eu quero olhar para frente, construir e não prever o futuro” finalizou.