Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Política

Novo presidente da OAB, toma posse declarando luta contra corrupção

Em seu pronunciamento de posse Júlio Cesar destacou a necessidade de defender as prerrogativas dos advogados.

Assessoria

14 de Janeiro de 2013 - 10:53

O presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul), Júlio Cesar Souza Rodrigues e os demais membros da Diretoria e do Conselho, na gestão 2013-2015, tomou posse na última sexta-feira, dia 11 de janeiro, na sede da Ordem em Campo Grande, perante cerca de mil convidados que se dividiram nas dependências da instituição. Em seu pronunciamento de posse Júlio Cesar destacou a necessidade de defender as prerrogativas dos advogados.

Segundo o presidente, a OAB/MS irá assegurar total apoio aos profissionais para garantir autonomia e independência da advocacia em Mato Grosso do Sul. “Faremos valer os direitos e as garantias dos advogados no exercício de sua atividade profissional. Devemos promover uma união institucional e espartana. Sabemos que nós, advogados, temos papel fundamental na forma de distribuição correta da Justiça, na luta pela liberdade e pelos direitos fundamentais do Homem, e, sobretudo, à segurança de que ela carece para viver e desenvolver-se em paz.”, afirmou.

Júlio Cesar lembrou ainda que a Ordem acumula uma expectativa não apenas entre o advogados a qual representa, mas em toda a sociedade, já que a OAB tem papel na defesa da da Constituição e da sociedade. “O cidadão espera muito da nossa instituição, como uma voz que represente a seus direitos”. Como base nessa afirmação Júlio Cesar destacou outra grande bandeira da nova gestão: o combate à corrupção e a luta por transparência e ética pública.

De acordo com o presidente empossado, a Ordem deve continuar e ainda ampliar a defesa da sociedade contra o que ele considera os “traidores da sociedade”, mandatários e grupos privados que criam teias de uso de influências e favorecimentos lesando o bem público. “Não podemos fechar os olhos para essa realidade, todas as graves denúncias precisam ser apuradas com todos os rigores que o fato exige. Estaremos vigilantes e presentes na defesa dos valores da cidadania”.

O discurso veemente e intransigente em defesa dos advogados e da cidadania veio precedido por uma lembrança de que a Ordem, sob seu comando, jamais se distanciará da sensatez. “Agiremos sempre com firmeza, mas pautados no diálogo, na temperança e na urbanidade. Seremos uma ponte entre a sociedade e os poderes instalados contribuindo para uma advocacia sul-mato-grossense de vanguarda e contemporânea comprometida sobretudo com a consolidação da democracia”, afirmou.