Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Política

Pesquisa vai definir se Reinaldo disputa o Governo ou o Senado

O partido vai perguntar aos eleitores se lançam o tucano para disputar o Governo ou o Senado em 2014.

Campo Grande News

19 de Agosto de 2013 - 09:17

Lideranças estaduais do PSDB planejam realizar pesquisa junto à população antes de lançar a candidatura do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). O partido vai perguntar aos eleitores se lançam o tucano para disputar o Governo ou o Senado em 2014.

De acordo com o deputado Rinaldo Modesto (PSDB), o PSDB quer o “respaldo” popular antes de tomar a decisão final. “Não adianta fazer um excelente planejamento sem o principal que é o apoio da população, nós aprendemos isto bem antes dos protestos e o próprio Reinaldo afirma que quem ouve as pessoas erra menos”, destacou ele.

O partido espera realizar esta pesquisa antecipada após a realização do projeto “Pensando MS” que consiste em visitar as principais cidades do Estado para identificar as necessidades e reivindicações de cada região.

O PSDB já havia tomado a mesma iniciativa antes da eleição municipal em Campo Grande, o que segundo os tucanos foi crucial para o bom desempenho de Azambuja na Capital. “Foi um sucesso em Campo Grande por isso resolvemos estender”, ressaltou Modesto.

O presidente municipal do PSDB, Carlos Alberto Assis, afirmou que o partido caminha para o anúncio de Azambuja ao governo estadual, mas que esta decisão precisa vir acompanhada de outros fatores. “Tem a questão das alianças políticas e o momento certo de entrar na disputa, além da formulação do programa de governo que será construído por meio do Pensando MS”, apontou ele.

Requisitado – Enquanto que o PSDB busca “consolidar” a candidatura de Azambuja, os outros partidos tentam promover uma aliança política com o deputado federal. O senador Delcídio do Amaral (PT) afirmou na semana passada que continua “conversando” com o tucano e que Reinaldo é um político “correto” e “leal”. Já o governador André Puccinelli (PMDB) também não descarta uma parceria do PMDB com Azambuja.