Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Política

PMDB deve indicar a vaga ao senado”, diz Eduardo Rocha

De acordo com ele, a tendência do PMDB é não abrir mão da vaga e que maioria dos filiados também defende esta idéia

Campo Grande News

27 de Agosto de 2013 - 13:32

O líder do PMDB na Assembleia, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), afirmou que o partido deve indicar o candidato ao senado federal e que aos aliados deve ficar as vagas para vice-governador e suplente ao senado.

De acordo com ele, a tendência do PMDB é não abrir mão da vaga e que maioria dos filiados também defende esta idéia. “A política é muito dinâmica, não podemos sacramentar esta questão, mas o caminho é indicar tanto o candidato ao governador como ao senado”, ressaltou ele.

Sobre o fato do senador Delcídio do Amaral (PT) ter uma leve vantagem na hora de compor as alianças, por ceder esta vaga (senado) aos parceiros, Eduardo ponderou que o PT não conta com o governo estadual. “O governador é do PMDB, natural que iremos buscar a continuidade, mas ainda teremos espaço para os aliados”, apontou.

Candidatos – Sobre a lista de pretendentes do PMDB a vaga ao senado, o deputado ressaltou que até o momento só a vice-governadora, Simone Tebet (PMDB), se mostrou interessada na disputa. “Ela já expôs sua vontade de disputar a vaga, até o momento nenhum outro apareceu”, explicou.

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) havia afirmado que esta definição para o senado deveria ficar para depois, já que além dos aliados, outras lideranças do PMDB poderiam se interessar. O governador André Puccinelli (PMDB) já declarou que prefere que Simone dispute a vaga no senado federal.