Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Política

Regional cobra consenso e Vadinho desiste de pré-candidatura para apoiar Jean

O entendimento teria o aval das duas principais lideranças do partido no Estado, o deputado federal Zeca do PT e o senador Delcidio do Amaral.

Flávio Paes/Região News

23 de Novembro de 2015 - 00:45

O ex-presidente da Câmara, Jean Nazareth, é o nome de consenso do PT para ser o candidato à Prefeitura de Sidrolândia. A definição saiu de uma reunião em Campo Grande com o presidente regional do partido, ex-deputado Antonio Carlos Biffi. Além de Jean estiveram no encontro o vereador Edvaldo dos Santos, o ex-secretário Marcio Marqueti, além do presidente do diretório municipal, Wanderlei Barbosa. O entendimento teria o aval das duas principais lideranças do partido no Estado, o deputado federal Zeca do PT e o senador Delcidio do Amaral.

Diante das suas dificuldades até o registro da sua candidatura (ele teve prestação de contas rejeitada pelo Tribunal Regional Eleitoral), Vadinho cedeu aos argumentos da Executiva Regional de que a prioridade do PT é o fortalecimento do partido com lançamentos de candidaturas próprias a prefeito nos 10 maiores colégios eleitorais do estado, grupo em que está inserido Sidrolândia.

“Lançar candidatura é uma questão de sobrevivência, que no passado, se perdeu em meio à divisão interna. Não vamos brincar de disputar eleição. Não existe mais história de grupo do Zeca, grupo do Delcídio, todos somos PT”, argumenta Jean. Ele lembrou que hoje há total  entrosamento entrou ele, Marqueti e Wanderlei Barbosa.

Regional cobra consenso e Vadinho desiste de pré-candidatura para apoiar Jean“Estou com meu nome à disposição do partido e estamos trabalhando na construção de uma candidatura competitiva”, acrescenta. Por conta deste projeto o ex-presidente da Câmara diz que tem mantido conversações com diversas correntes políticas, como o PDT, o vice-prefeito Marcelo Ascoli.

“Vamos buscar um vice que agregue o apoio de outras forças sociais além daquelas tradicionalmente simpáticas ao PT”, comenta Jean. Ele está confiante que o vereador Sérgio Bolzan, desista de sair do partido, para se filiar ao PSB. “O companheiro Sérgio é um quadro importante que junto com o Vadinho, poderão puxar uma chapa forte de candidatos a vereador”.