Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Janeiro de 2021

Política

Reinaldo diz que Delcidio deve explicações ao povo por envolvimento em corrupção

O candidato tucano anunciou que pretende criar, caso seja eleito, uma Secretaria voltada ao apoio da agricultura familiar.

Flávio Paes/Região News

18 de Setembro de 2014 - 08:25

Em sua passagem por Sidrolândia nesta quarta-feira o candidato do PSDB ao Governo do Estado, Reinaldo Azambuja, mais do que elencar suas propostas de campanha, criticou de passagem o Governo do PMDB, mas não poupou de duros ataques o candidato do PT, Delcídio do Amaral, o desafiando a dar explicações ao povo sul-mato-grossense sobre as denúncias do seu suposto envolvimento no que chamou de “um dos maiores escândalos de corrupção da nação”, o pagamento de propinas a parlamentares de várias partidos da base do Governo (incluindo o senador) por empreiteiras e prestadores de serviço da Petrobrás.

Segundo Reinaldo, o nome de Delcídio surgiu no depoimento do ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, beneficiado com a delação premiada dentro das investigações da Operação Lava Jato promovida pela Polícia Federal. “Não é a oposição que anda falando dele. Seu nome surgiu numa delação premiada", reforçou o tucano, que embora dispute a vice-liderança com o candidato do PMDB, Nelson Trad Filho, preferiu estabelecer polarização com o PT, provavelmente, acenando para a possibilidade de aliança para o PMDB num eventual segundo turno.

Na sua vinda a Sidrolândia o candidato do PT atacou o PSDB, acusando as lideranças do partido de “estar saqueando a prefeitura de Campo Grande”, onde os tucanos controlam a Secretaria de Educação. Embora sem mencionar Delcidio, mas numa alusão óbvia a ele, Reinaldo denunciou “um certo candidato” que estaria percorrendo os assentamentos e aldeias, dizendo que o PSDB é da elite, não gosta de pobre. 

“O Governo do PT, que está há 12 anos no poder, abandonou os assentamentos e está empurrando com a barriga o conflito indígena”, destacou, mencionando a situação do Assentamento Eldorado, onde as famílias receberam os lotes há oito anos e ainda falta estradas, muitas delas moram em barracas, porque o material de construção das casas não foi entregue.

O candidato tucano anunciou que pretende criar, caso seja eleito, uma Secretaria voltada ao apoio da agricultura familiar e prometeu isenção de ICMS para a produção dos assentamentos. Defendeu uma solução rápida para questão da Reserva Indígena. “Os índios não podem continuar confinados, mas é necessário indenizar de forma justa os proprietários”, sustentou.

Reinaldo mostrou confiança de que está no segundo turno e atacou o IBOPE que na última pesquisa apontou para vitória de Delcidio ainda no primeiro turno. “A melhor pesquisa é a das urnas. O IBOPE é o instituto mais mentiroso do Brasil. Conseguiu errar os índices na Capital em mais de 100%. Na véspera da eleição para prefeito, eu aparecia com 12%. Quando se abriu as urnas, obtive mais de 26% dos votos”, disparou o candidato tucano, que conclamou a população “a não acreditar em pesquisa”.

O candidato do PSDB enumerou como suas prioridades de Governo, a saúde, a implantação de escolas em tempo integral e para Sidrolândia, assumiu o compromisso de instalar uma unidade da Universidade Estadual (UEMS) na cidade.