Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 20 de Setembro de 2021

Política

Simone diz que torcia por Nelsinho e agora começa luta para ser candidata ao Senado

Simone explicou que na reunião a cúpula não discutiu a candidatura ao Senado, que deve ser anunciada mais para frente

Midiamax

31 de Agosto de 2013 - 11:10

A vice-governadora Simone Tebet (PMDB) não demonstrou descontentamento com a escolha de Nelsinho Trad como pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado. Após o anúncio do nome de Nelsinho, a vice-governadora  afirmou que torcia para o concorrente ser o escolhido, já que nunca negou que seu propósito é disputar o Senado. “Hoje eu ouvi tudo o que queria ouvir: que o pré-candidato do partido é o Nelsinho Trad”, justificou.

Simone explicou que na reunião a cúpula não discutiu a candidatura ao Senado, que deve ser anunciada mais para frente. Porém, entende que com o anúncio de que Nelsinho será o escolhido, terá a liberdade de conversar no interior do Estado para viabilizar o nome dela para o Senado.

A vice-governadora alega que não tem condição de impor alguma coisa ao partido para correr o risco de enfraquecer a candidatura de Nelsinho. Ela entende que a própria decisão de adiar o lançamento da candidatura ao Senado tem como finalidade dar liberdade para Nelsinho conversar com outros partidos, embora a decisão final saia do PMDB.

Embora lute para ser candidata, Simone não descarta a possibilidade de alguém apresentar entre aliados ou no próprio PMDB um nome mais forte para a disputa ao Senado, o que levará a decisão final para a executiva do partido. O que ela garante é que não vai condicionar o apoio a Nelsinho à candidatura ou não ao Senado.

A vice-governadora ainda esclareceu que o governador André Puccinelli (PMDB) continua sendo o preferido, embora já tenha deixado claro que não está disposto a se candidatar. Simone enfrenta resistência da ala ligada ao deputado Geraldo Resende (PMDB), que defende a abertura de espaço para uma liderança da região da Grande Dourados.