Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 19 de Setembro de 2020

Política

Sob boato de expulsão, Rose Modesto procura executiva do PSDB

Deputada federal foi conversar com presidente regional sobre seu destino dentro do partido

Correio do Estado

16 de Janeiro de 2020 - 09:56

Sob boato de expulsão, Rose Modesto procura executiva do PSDB

Sob boato de que será expulsa do partido, a deputada federal Rose Modesto procurou o presidente da Executiva Regional do PSDB, Sérgio de Paula, na tarde de ontem. A parlamentar quer disputar a Prefeitura Municipal de Campo Grande e vem afirmando que, caso seja da vontade dos tucanos, ela sairá novamente para disputar a administração da Capital. Nos bastidores, a informação de que Modesto estaria insatisfeita com as decisões do ninho circulam desde quando ela tentou ser presidente da sigla, em abril de 2019.

Como é de notório saber, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez um acordo de apoio ao atual gestor de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), para sua reeleição em outubro deste ano. O ato seria uma retribuição ao apoio que Trad deu em 2018 à campanha para o segundo mandato de Azambuja.

O acordo entre os políticos é confirmado por Azambuja, porém, Trad negou diversas vezes que tenha alguma colaboração a não ser a de gestores do Estado e da Capital com o tucano. A situação tem causado diversas crises dentro do ninho tucano e apenas o presidente regional do PSDB estaria apoiando o governador a manter sua palavra.

Até mesmo o deputado federal Beto Pereira, que foi para o embate com Modesto em abril de 2019 para continuar como presidente regional do PSDB, teria declarado apoio à correligionária para disputar a prefeitura. Os parlamentares não chegaram a disputar a eleição para gerir o ninho porque Sérgio de Paula foi declarado como presidente em coletiva de imprensa.

Os integrantes da executiva do PSDB defendem uma candidatura própria com o fim das coligações na proporcional. 
Procurada pelo Correio do Estado para se manifestar sobre o boato de expulsão, Modesto declarou que estava com o Sérgio para falar sobre o assunto, porque foi pega de surpresa por mensagens encaminhadas via WhatsApp.  “Eu fui surpreendida. Estive com a executiva ontem [terça-feira] e nada foi dito. Não existe e inclusive vim falar com o Sérgio. Estou com o presidente”, disse Rose.

Questionada sobre possível candidatura para o pleito de outubro, Modesto reafirmou seu desejo de disputar a eleição, porém, destacou que depende do partido. “A decisão do PSDB com relação a Campo Grande é o que eu falei. Eu reafirmo a minha vontade de ser prefeita, mas estou no partido e nunca cogitei sair do partido. O que tem é a minha vontade e há um impasse porque a política é assim. A decisão é do conjunto e será em março”, alertando sobre o prazo que o partido deu para divulgar se vai manter ou não o acordo de Azambuja.

Com relação ao convite que recebeu do Partido Progressista (PP) para disputar a administração da Capital pela sigla, a parlamentar afirmou que é comum os convites, mas negou que tenha aceitado. Os deputados estaduais Gerson Claro e Evander Vendramini – ambos do PP – foram a Brasília falar com Rose em 2019.

“Houve o convite, isso é normal. Os partidos sabem que o PSDB ainda não decidiu e qual partido não quer uma deputada? Acabaram oferecendo. Eu nunca sentei com ninguém para sair do PSDB. Tem amigos meus que me ajudaram, mas tem muita especulação”, afirmou.

Esta não é a primeira vez que há uma crise no ninho por conta da suposta saída de Rose. No segundo semestre de 2019, o presidente do partido afirmou que os filiados com mandato que não tem direito à janela partidária não serão liberados por ele para deixar o partido, o recado foi por conta da possível ida de Modesto para o PP. Na ocasião, Sérgio disse que seria necessária a aprovação de toda a executiva do ninho tucano.

NOMES

Assim com Rose Modesto, o deputado Beto Pereira tem demonstrado interesse em ser prefeito da Capital. Além do vereador João Rocha e do secretário de Estado, Carlos Assis, que são cogitados como vice do atual prefeito, todos são do PSDB.