Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Política

Vereadores entram no PROS e que garantem posição de independência na Câmara

Não somos oposição, nem situação. Vamos ter uma atuação independente”, garante o vereador David Olindo.

Flávio Paes/Região News

30 de Setembro de 2013 - 17:12

Foto: Marcos Tomé/Região News

Vereadores entram no PROS e que garantem posição de independência na Câmara

Vereadores durante filiação no PROS (Partido Republicano da Ordem Social)

Os quatro vereadores que se filiaram nesta segunda-feira ao PROS (Partido Republicano da Ordem Social) garantem que vão manter uma posição na Câmara Municipal, sem alinhamento automático seja de apoio ao Governo Ari Basso ou de oposição sistemática. “Não somos oposição, nem situação. Vamos ter uma atuação independente”, garante o vereador David Olindo.

O advogado será o tesoureiro da Comissão Provisória Municipal da nova legenda.  A presidência da Comissão foi entregue ao vereador Jurandir Cândido; Mauricio Anache ficou na secretária-geral e Marcos Roberto, o líder da bancada. O projeto do partido é tentar chegar à presidência da Câmara em 2014 e lançar candidato próprio à Prefeitura de Sidrolândia.

Além do vereador licenciado Herculano Borges, que atualmente é Secretaria Estadual da Juventude, o PROS deve contar em seus quadros com o deputado Marçal Filho, ainda filiado ao PMDB. Segundo a direção nacional do PROS, Marçal Filho, deve assumir o partido em Mato Grosso do Sul.

De acordo com informações da executiva, o atual presidente estadual, Geraldo Rodrigues, irá ceder à direção regional para que Marçal possa seguir no comando da legenda. Rodrigues preferiu não confirmar a filiação. Ele disse que as conversas com Marçal estavam bem adiantadas e que se realmente houvesse a troca partidária, iria ceder à direção estadual ao deputado.

“Vamos abrir a presidência e deixar que ele conduza as alianças necessárias”, afirmou. A meta do PROS em Mato Grosso do Sul é eleger dois deputados estaduais e um (deputado) federal em 2014. “Nós estamos contando com representação tanto no legislativo estadual como federal, e acreditamos que podemos crescer nesta primeira eleição”, afirmou Rodrigues.