Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Política

Zeca diz que PT de Sidrolândia é a noiva em que pretendente só quer namorar no escuro

O ex-governador cobrou de Wanderley Barbosa uma gestão firme, coerente, baseada nos princípios éticos e morais do partido.

Marcos Tomé/Região News

26 de Setembro de 2013 - 20:45

Foto: Marcos Tomé/Região News

Zeca diz que PT de Sidrolândia é a noiva em que pretendente só quer namorar no escuro

Zeca do PT durante reunião com lideranças em Sidrolândia

O ex-governador e atual vereador de Campo Grande, José Orcírio Miranda dos Santos “Zeca do PT”, se reuniu no final da tarde desta quinta-feira num dos gabinetes dos vereadores petistas em Sidrolândia, para debater o Processo de Eleição Direta do Partido dos Trabalhadores que ocorrerá no dia 10 de novembro em todo país.

No encontro, lideranças aliadas da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), da qual Zeca faz parte e petistas aliados ao senador Delcidio do Amaral que comando o Movimento PT no Estado. Orientados pelas duas principais estrelas do partido no Mato Grosso do Sul a chapa encabeçada pelo ex-vereador Wanderley Barbosa deve unificar os petistas que divergiram nas duas ultimas eleições municipais; a de outubro de 2012 e suplementar transcorrida em março deste ano.

O PT disputou a eleição “rachado” em dois palanques. De um lado o partido indicou o candidato à vice numa chapa encabeçada pelo PMDB e de outro, petistas tucanos foram ruas pedir voto ao ex-prefeito Enelvo Felini (2012) e Ari Basso (2013). Numa tentativa de promover o entendimento entre as lideranças, fortalecer a base partidária para 2014, quando o PT vai disputar o Governo do Estado, Zeca e Delcídio parecem dispostos a recompor o partido no interior.

Em Sidrolândia, após quase duas horas de discussão, o ex-governador invocou  ideologia partidária, a militância, a história de luta, dos movimentos sociais e disparou; “vejo o senador Delcidio do Amaral com condições reais de chegar ao governo”. Em sua avaliação, para que isso que ocorra, os petistas têm de se posicionar, ir às ruas, levantar as bandeiras que transformaram o PT no partido mais popular da nação.

“Nossa história esta sendo jogada no lixo. Não se pode mais ver e ouvir os desmandos de governantes que não tem compromisso com o Índio, com os Assentados, com a classe dos trabalhadores. Queremos uma política que atenda o branco, o negro, o rico, o pobre e que acima de tudo, respeite nossa gente”, conclamou.

Para Zeca, o partido em Sidrolândia é visto como a noiva mais linda no altar, mas que o pretendente só quer namora-la no escuro. A citação exemplifica o descontentamento dos petistas que, segundo ele, historicamente ajudaram determinados grupos a chegar ao poder, mas que na hora de governar, são esquecidos ou jogados de lado. “Quando não se namora em público de mãos dadas, não há o compromisso”, ataca.

O ex-governador cobrou de Wanderley Barbosa uma gestão firme, coerente, baseada nos princípios éticos e morais do partido. “A união de vocês representa muito. Um PT forte e unido fará com que novas lideranças ingressem no partido para que em 2014 possamos eleger Delcidio governador e em 2016, um prefeito dos trabalhadores”, argumenta.

Participaram da reunião, além de Wanderley Barbosa o vereador Sergio Bolzan, Jean Nazareth, professora Eliane Salvatti, secretária de Assistência Social Joana Michalski, um dos caciques da Aldeia Tereré Maioque Figueiredo e lideranças.

Foto: Marcos Tomé/Região News

Zeca diz que PT de Sidrolândia é a noiva em que pretendente só quer namorar no escuro