Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 26 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Com 11 casos em quarentena, secretário acredita em subnotificação de coronavirus em Sidrolândia

O secretário Municipal de Saúde, Nélio Paim, não se ilude com este cenário, pelo contrário, está convencido que a situação é bem mais grave do que aparenta.

Flávio Paes/Região News

01 de Abril de 2020 - 14:19

Com 11 casos em quarentena, secretário acredita em subnotificação de coronavirus em Sidrolândia

Sob toque de recolher há 12 dias, em quarentena há 8 dias, oficialmente a cidade até aqui só registrou um caso de coronavirus e que não foi de transmissão comunitária: o da enfermeira Tatiane Nantes, que teve sintomas leves e já saiu da quarentena. Ela contraiu o vírus num tour turístico que fez na Europa, um dos epicentros da pandemia.

O secretário Municipal de Saúde, Nélio Paim, não se ilude com este cenário, pelo contrário, está convencido que a situação é bem mais grave do que aparenta e daí, defende a manutenção das medidas de isolamento social, que visam evitar aglomerações.

“Nelinho” admite que a realidade está sendo mascarada pela subnotificação dos casos, já que não há kits para exames, restrito aos pacientes internados, em estado grave. A promessa do Ministério da Saúde é enviar na próxima semana os lotes destinados aos municípios sul-mato-grossenses.

Atualmente, a Secretaria monitora 11 pessoas na cidade que tiveram diagnóstico clínico suspeito. Todos estão em quarentena domiciliar, com sintomas que são comuns ao coronavirus e a uma gripe forte. Todos viajaram para fora Estado e tiveram contato com pessoas que testaram positivo para Covid-19.

A subnotificação, segundo o secretário, atrapalha o planejamento das ações de controle e prevenção do coronavirus. "A Prefeitura vai comprar os kits. Nossa maior dificuldade é planejar a compra de medicamentos e insumos. Como não há confirmações da doença, o planejamento fica comprometido”, avalia.