Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 20 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Prefeitura planeja atender com calcário 700 pequenos produtores de leite e hortaliças

Serão beneficiados os assentados que vendem nas feiras livres, fornecem para merenda escolar e comercializam a produção com a CONAB.

Flávio Paes/Região News

27 de Dezembro de 2019 - 13:35

Prefeitura planeja atender com calcário 700 pequenos produtores de leite e hortaliças

A Prefeitura de Sidrolândia planeja iniciar ainda no primeiro trimestre de 2020 a distribuição de 2.400 toneladas de calcário que adquiriu com recursos de uma emenda parlamentar de R$ 120 mil, viabilizada em 2018 pelo ex-deputado estadual João Grandão.

A intenção é atender 700 famílias de agricultores familiares, produtores de leite e hortaliças, que terão oportunidade de corrigir o solo e com isto, melhorar os níveis de produtividade nas suas propriedades. Serão beneficiados os assentados que vendem nas feiras livres, fornecem para merenda escolar e comercializam a produção com a CONAB.

Quem cultiva horta terá 2,5 toneladas de calcário, o suficiente para corrigir 1 hectare e aqueles a pecuária leiteria, vão receber 5 toneladas, com foco na produção de capim destinado a alimentação do gado no período de seca. Um dos desafios do programa é estimular a produção leiteira, que caiu de 70 mil litros diários em 2010, para os atuais 20 mil litros.

Como só há um caminhão para fazer a distribuição, veículo com capacidade para transportar 12 toneladas, as entregas não serão tão ágeis, já que a Prefeitura atende também os pequenos compradores que adquirem o calcário com recursos próprios. Um segundo caminhão maior, com carroceira para 25 toneladas, está em processo de aquisição. O custo médio do calcário é de R$ 65,00, enquanto o frete sai por R$ 56,00, elevando o preço final para o produtor a R$ 110,00 a tonelada.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural, Ivan de Oliveira Santos, a intenção é transformar o programa numa política permanente da Prefeitura, mas isto dependerá de quem vencer a eleição ano que vem.