Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Sidrolândia só vai receber 20 testes rápidos para diagnóstico de Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde destinou só uma caixa, com 20 testes rápidos para diagnosticar casos de pacientes com sintomas do novo coronavírus.

Flávio Paes/Região News

12 de Abril de 2020 - 18:24

Sidrolândia só vai receber 20 testes rápidos para diagnóstico de Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde destinou só uma caixa, com 20 testes rápidos para diagnosticar casos de pacientes com sintomas do novo coronavírus. Os testes seriam destinados aos profissionais de saúde e da segurança pública que estiveram trabalhando e após sete dias de sintomas da doença. O Hospital Elmiria Silvério Barbosa, com recursos arrecadados pelos produtores rurais, está preparando a compra de 100 kits.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Nélio Paim, a falta de testagem dificulta as ações de prevenção do Covid-19 e atendimento dos pacientes. “A subnotificação, além de mascarar a real situação da incidência da doença, impede o planejamento para quantificar o número de máscaras, de insumos, que por conta do crescimento da pandemia, estão muitos caros”, comenta.

De acordo com o secretário de estado de Saúde, Geraldo Rezende, os 6 mil exemplares, enviados pelo Ministério da Saúde, serão distribuídos para todas as cidades. A partir da segunda-feira, o Lacen (Laboratório Central) passa a funcionar 24h para aumentar a eficácia dos testes moleculares.

“Esses testes só serão realizados, após o sétimo dia de possíveis sintomatologias de síndrome viral e serão destinados exclusivamente para o pessoal da saúde e para o pessoal da segurança pública”, ressaltou. Segundo ele, o governo federal ficou devendo o envio de mais 1.047 testes.

“Vamos cobrar do Ministério da Saúde. Em Campo Grande, os testes rápidos também serão aplicados em pacientes com sintomas da covid-19, a partir de segunda-feira, na modalidade drive-thru, e será apenas para quem for selecionado na triagem do Disk Covid. A consulta será no Batalhão Central do Corpo de Bombeiros, na esquina da rua 14 de Julho com a 7 de Setembro.

Conforme informações do Governo do Estado, a pessoa deve entrar em contato pelo disk Covid (67 3311 6262), relatar os sintomas à equipe de saúde que preenche um formulário interno; caso a pessoa algum tipo de sintomas gripais, como febre, coriza, dor na garganta, entre outros, é agendada uma consulta no Batalhão Central do Corpo de Bombeiros, entre a rua 14 de julho com a 26 de março.

A consulta é agendada via telefone e confirmada por um SMS, mensagem por celular, com a data, o horário e o local. Ao chegar no dia do exame, após as confirmações dos dados, é realizada a coleta RT PCR, por biologia molecular, dentro do próprio automóvel, sem a presença de acompanhante (quando assim possível, desconsiderando os casos de crianças e idosos) e levando no máximo 20 minutos, ou seja, de forma rápida, organizada e segura.

O resultado leva de 24h a 48h no máximo e é encaminhado, por SMS, ao paciente, que também é acionado pela equipe médica responsável do Disk Covid. O cidadão também poderá consultar o resultado do exame no site da Secretaria de Estado de Saúde – www.saude.ms.gov.br.

A intenção é ampliar a realização também de testes moleculares. Para isto, o Lacen vai funcionar inclusive no período da noite, a partir da próxima semana, e a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) também passará a auxiliar com os resultados dos testes.

O Estado realiza em média 80 testes por dia. A intenção, no entanto, é chegar a 150. “Nós vamos ter agora a feitura de exames em dois locais em Mato Grosso do Sul. Lá na UFMS e no Lacen. Que vai funcionar 24 horas ininterruptas. Ou seja, vão fazer a testagem a noite. Nós queremos ampliar o máximo possível o número de testes no Estado”.