Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

A partir do dia 1º conta mínima de água em Sidrolândia sobe para R$ 24,00

O aumento corresponde à variação do IPCA/IBGE (que é o índice oficial de inflação) dos últimos 12 meses

Flávio Paes/ Região News

06 de Junho de 2011 - 13:35

A partir do dia 1º conta mínima de água em Sidrolândia sobe para R$ 24,00
A partir do dia 1 - Foto: Marcos Tom

Com o reajuste  de 6,51%  autorizado pela Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos) a conta mínima dos  8.500 usuários de água em Sidrolândia e de outros 21 municípios da área de concessão da Sanesul, sobe de R$ 22,50 para R$ 24,00, referente ao consumo mensal de até 10 mil litros de água. 

O aumento corresponde à variação do IPCA/IBGE (que é o índice oficial de inflação) dos últimos 12 meses. O aumento será sentido pelo consumidor nas contas de agosto. O reajuste autorizado pela Agepan (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos) foi publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial.

A empresa alega que o reajuste repõe perdas com a inflação e não inclui o aumento dos custos com insumos básicos (energia elétrica, tubulação de PVC, cimento, ferro e produtos químicos, por exemplo), que tiveram reajuste médio de 10,96%. A energia elétrica foi o insumo que mais aumentou, subindo 16,02% no período.

Segundo a Sanesul o impacto do custo da conta de água no salário mínimo, nos municípios atendidos pela empresa, vem diminuindo anualmente. Em 2005, o valor representava 5,84% do salário mínimo.

Em 2011, esse percentual caiu para 4,4%. Poucos investimentos - Transcorridos  18 meses da renovação Morada da Serra II. Por força de clausula contratual a empresa deveria ter iniciado obras no valor de R$ 4,3 milhões, principalmente na construção de uma estação de Tratamento de Esgoto e instalação de parte da rede domiciliar.

Do contrato que a empresa mais 30 anos de concessão de água e esgoto na cidade, a   Sanesul estatal só cumpriu irrisórios 0,01% do valor que teria de investir nestes primeiros dois anos de renovação.

Até agora foram aplicados R$ 44.329,20 na construção de 2.233 metros de rede de água, 40 ligações de um conjunto habitacional na saída para Quebra Coco.