Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 31 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Abstenção no Enem em MS foi de 32,40%, maior que a nacional

Os Estados com maior índice de faltosos foram até agora Roraima, Bahia e Amazonas. Com menor índice registraram-se Piauí, Santa Catarina e Alagoas

Campo Grande News

05 de Novembro de 2012 - 10:22

A abstenção no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Mato Grosso do Sul foi de 32,40%. O índice representa 78.004 faltosos, do total de 115.870 inscritos para as provas que foram aplicadas nesse fim de semana.

De acordo com dados iniciais apurados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o índice de abstenção no Estado é o maior do que a média nacional, que ficou em 27,9%.

Os Estados com maior índice de faltosos foram até agora Roraima, Bahia e Amazonas. Com menor índice registraram-se Piauí, Santa Catarina e Alagoas. No ano passado, o índice de abstenção média havia sido de 26,4% e, em 2010, 27,95%.

No último dia de prova, Mato Grosso do Sul registrou fato inédito na história do Enem. A estudante Pâmela de Oliveira Lescano, 17 anos, de Sidrolândia, deu à luz enquanto fazia a prova. Ela não sabia que estava grávida, sentiu fortes dores na barriga e foi ao banheiro. Foi então que soube que seria mãe.

A candidata vai refazer a prova nos dias 4 e 5 de dezembro, quando o exame será aplicado em unidades prisionais e socioeducativas. A assessoria de imprensa do Inep confirmou que foi o ministro da Educação, Aloizio Mercandante, quem ligou para a adolescente dando a notícia de que ela estava autorizada a fazer a prova novamente.