Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

"Acho impossível o Flu me liberar", diz Muricy

Treinador se reuniu com Ricardo Teixeira nesta sexta

Terra

23 de Julho de 2010 - 15:24

Em entrevista, o técnico Muricy Ramalho afirmou que quer assumir a Seleção Brasileira, mas admitiu que o Fluminense pode impedir a sua liberação.

Para o acerto, a CBF exige que Muricy seja a, partir de agora, exclusivo para a Seleção, mas ele tem contrato com o clube carioca até o fim do ano. Além disso, Muricy disse que quer honrar o compromisso caso o Fluminense não aceite liberá-lo.

Questionado sobre as chances de um acordo com o clube das Laranjeiras, Muricy disse: "eu acho impossível o Fluminense me liberar".

Tricampeão brasileiro pelo São Paulo, Muricy avisou também que gosta de honrar compromissos e que o Fluminense o recebeu de portas abertas antes do Campeonato Brasileiro, quando estava desempregado após passagem apagada pelo Palmeiras.

"Se o Flu não me liberar, o papo vai ser encerrado. Eu tenho que dar exemplo para os meus filhos. O Fluminense me buscou em São Paulo e eu não posso deixa-lo na mão. Se o Flu não liberar, eu não vou", completou.

Alcides Antunes, vice-presidente de futebol tricolor, afirmou logo após a confirmação do convite da CBF que pretende segurar Muricy até o final do contrato.

Muricy está a caminho das Laranjeiras para discutir com a diretoria tricolor o convite feito pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, para ser o substituto de Dunga na Seleção Brasileira.