Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Sidrolandia

Ações de enfrentamento ao crack garantem a construção de 150 novos leitos para CG

Noticias MS

25 de Julho de 2012 - 09:42

A cidade de Campo Grande dará início às ações de enfrentamento ao crack através do Plano Estadual MS sem Drogas, debatido nesta terça-feira (24) durante reunião entre os secretários estaduais e municipais, juntamente com o Ministério da Saúde, em Brasília. O Plano Estadual, que integra o Plano do Governo Federal “Crack, é possível vencer”, terá suas ações inicialmente direcionadas para a região da grande Los Angeles, na capital sul-mato-grossense.

O Plano para Campo Grande foi apresentado durante uma entrevista coletiva - direto de Brasília - com a participação do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, da secretária de Estado de Saúde, Beatriz Figueiredo Dobashi, e do secretário municipal de Saúde de Campo Grande Leandro Mazina.

Ao todo, serão investidos R$ 30 milhões em recursos do Governo Federal destinados para o enfrentamento ao crack em Campo Grande. Os investimentos são divididos para as atividades coordenadas pelas Secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social e Segurança. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a construção de novos leitos para a rede de saúde mental, através de parcerias entre o governo federal, estadual e do município de Campo Grande juntamente com entidades filantrópicas e da sociedade civil, é um dos destaques do Plano voltado para Campo Grande.

“São de suma importância as parcerias firmadas para se chegar ao enfrentamento ao crack, que hoje deixou de ser uma droga encontrada em um público específico. Com a liberação dos recursos iniciais para Campo Grande pelo Ministério da Saúde serão direcionados investimentos à construção de 47 novos leitos e enfermarias especializadas no enfrentamento à dependência química e suas conseqüências. Também teremos a disponibilidade de 25 leitos paras as unidades de acompanhamento em tempo prolongado e mais 20 leitos previstos para os Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS) - com a possibilidade de torná-los funcionais durante 24 horas - e 60 leitos em comunidades terapêuticas, totalizando mais de 150 leitos para cuidados e internação como o primeiro passo dessas ações”, afirmou o ministro.

Os recursos também permitirão a implantação de consultórios nas ruas, que são equipamentos desenvolvidos pelo Ministério da Saúde juntamente com os Estados. Segundo o ministro, os consultórios funcionarão em horários alternativos, com equipes de médicos, enfermeiros e técnicos, fazendo a busca ativa por usuários de drogas que vivem nas ruas, disponibilizando todas as ferramentas de acompanhamento e cuidado.

O Ministério da Justiça também participa das ações através da liberação de recursos para a aquisição de novas viaturas e equipamentos que auxiliem na abordagem e no combate ao tráfico de drogas, reforçando a segurança pública.

De acordo com o governador André Puccinelli, os investimentos do Governo Federal também reforçam de forma significativa as ações do Plano Estadual de Enfrentamento às Drogas já implantado em Mato Grosso do Sul. “O Plano Estadual apresentado ao Governo Federal passa a fazer parte das ações do Plano Nacional. Desta forma, trata-se de uma das diversas etapas para o enfrentamento ao tráfico destinado à região. Serão reforços às ações de saúde, segurança, educação e assistência social para que o tráfico e o crack sejam combatidos”, disse o governador.