Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

Adriano fala sobre o caso Bruno e do desejo de voltar à seleção

Espero voltar à Seleção. Não tenho preferência sobre o treinador, espero que escolham uma pessoa séria".

JB

22 de Julho de 2010 - 16:23

Na Itália, longe de polêmica, Adriano comentou a repercussão do caso de seu ex-companheiro do Flamengo, o goleiro Bruno acusado de ser o responsável pelo desaparecimento de Eliza Samúdio. Durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (22) em Riscone di Brunico, nos Alpes italianos, onde a Roma faz a pré-temporada, o jogador disse que pretende voltar a vestir a camisa amarela da Seleção Brasileira.

"É uma história triste, difícil de julgar. Não conheço a verdade, porque não participava da vida privada dele. Não posso dizer se ele é culpado ou inocente.", declarou. Ele comentou o fato de a CBF ainda não ter escolhido quem vai substituir Dunga. "Espero voltar à Seleção. Não tenho preferência sobre o treinador, espero que escolham uma pessoa séria". E completou afirmando que está "muito feliz" na Roma.

O centroavante admitiu ter passado por um período de instabilidade psicológica, mas afirmou que não teve problemas com alcoolismo. "Estava triste e deprimido. Não tinha vontade de jogar nem de rir, mas no Brasil cresci muito como homem graças a minha família e aos meus amigos."

Ex-jogador da Inter de Milão, ele sonha em conquistar títulos na Roma. Agora ele vê a oportunidade de crescer e voltar a ter a confiança dos torcedores e o prestígio de antes. "Estou aqui para esquecer os maus momentos. Tenho vontade de provar que ainda sou um grande jogador", encerrou.