Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Agentes penitenciários de MS voltam a aceitar detentos após protesto

Pelo menos 120 suspeitos aguardam transferência. Antes do procedimento, eles passarão por exame corpo de delito no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol).

G1 MS

12 de Agosto de 2013 - 16:00

Vários detentos que estavam em celas nas delegacias de Campo Grande começaram a ser transferidos para presídios nesta segunda-feira (12). Agentes penitenciários ficaram sem aceitar presos durante 10 dias em protesto por melhores condições de trabalho.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, 20 presos já estão autorizados a entrar nos estabelecimentos penais. Fazem parte da lista detentos que estão na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), nas duas Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e nas celas da Polícia Federal.

Pelo menos 120 suspeitos aguardam transferência. Antes do procedimento, eles passarão por exame corpo de delito no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol).

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Fernando Anunciação, disse que o objetivo do protesto foi alcançado, alertando a sociedade para o problema da superlotação das cadeias.

“Resta uma reunião com o governador do estado. Nós temos certeza que ele irá atender algumas de nossas pautas, até para que a gente possa manter o mínimo de ordem dentro do sistema penitenciário”, disse.

Durante os 10 dias, pelo menos 100 presos, que tiveram alvará de soltura, deixaram os presídios em Campo Grande, mas a superlotação, segundo os agentes, ainda preocupa. Mais de quatro mil presos estão no complexo penitenciário, mais do que o dobro da capacidade.