Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

Alonso nega privilégios na Ferrari e diz que polêmica não o atinge

Mas a opinião de todos, sejam pilotos ou dirigentes, é a opinião deles e temos que respeitar, pensando em concentrar-se no trabalho”.

Uol Esporte

29 de Julho de 2010 - 13:40

O espanhol Fernando Alonso chegou à Hungria em evidência graças à polêmica sobre a sua última vitória na Alemanha, quando assumiu a liderança sobre Massa graças a uma mensagem de rádio da equipe. No entanto, ele insiste que não tem privilégios na Ferrari, e não contraria a declaração do brasileiro de que não há primeiro e segundo pilotos na escuderia.

“Acho que não existe piloto número um e número dois. Penso que existe respeito um pelo outro e pela escuderia, o que significa muito”, declarou Alonso ao site da revista Autosport. O espanhol negou que sai imagem tenha sido desgastada pelo episódio.

“Não acho que nada mudou para mim, ou que alguma coisa voltou contra mim”, explicou o piloto. “Nada disso me afeta. Se perdermos um por cento da concentração, então tudo pode estar perdido”, completou.

Alonso aproveitou para criticar a repercussão “excessiva” do que acontece nas pistas: “Não é só por causa do que aconteceu na Alemanha, mas sempre há alguma pequena anedota em todas as corridas. Uma vez foi a batida entre as duas Red Bulls na Turquia, na outra a minha ultrapassagem sobre Massa no pitlane. Sempre alguém fica falando coisas na semana seguinte, e não podemos prestar muita atenção”.

“A única coisa importante para a gente é que o carro está competitivo, e nós podemos fazer uma boa corrida aqui na Hungria. Mas a opinião de todos, sejam pilotos ou dirigentes, é a opinião deles e temos que respeitar, pensando em concentrar-se no trabalho”, encerrou.