Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Andar de táxi em Campo Grande fica mais caro a partir de setembro

A menor tarifa passa de R$ 2,40 para R$ 2,80. O reajuste foi autorizado pelo prefeito Gilmar Olarte

G1 MS

31 de Julho de 2014 - 16:50

Andar de táxi em Campo Grande vai ficar mais caro. O reajuste, de 16,36%, foi autorizado pelo prefeito Gilmar Olarte nesta quinta-feira (30), mas não deve entrar em vigor imediatamente.

Para ser repassado aos passageiros, o decreto deve ser publicado no Diário Oficial de Campo Grande para, só então, os 490 veículos da frota de táxi da capital passarem pela aferição no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). A previsão é que o aumente passe a vigorar em até 45 dias.

Como fica
Com o reajuste, a bandeira 1 (entre às 6h e 22h) passa de R$ 2,40 para R$ 2,80 e na bandeira 2 (das 22h às 6h), de R$ 2,80 para R$ 3,20. O preço da bandeirada continua o mesmo: R$ 4,50 em pontos de táxi convencionais e de R$ 8,56 no aeroporto.

O reajuste foi baseado em um estudo realizado pelos Técnicos da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg) e Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) junto com o Sintaxi.

O último reajuste foi em 2011 e, segundo o presidente do Sintaxi, João Santana, este aumento é uma reposição tarifária, já que os gastos, como por exemplo com a gasolina e funilaria, tiveram aumentos significativos nos últimos três anos.