Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Junho de 2024

Sidrolandia

Após operação na BR-163, Policiais Rodoviários Federais anunciam possível greve da categoria

O principal objetivo da PRF (polícia Rodoviária Federal) com a operação é combater o tráfico de entorpecentes, roubo de veículos

Doura News

10 de Agosto de 2012 - 07:42

Nesta quinta-feira (09/08) foi realizada na BR-163 no KM 267 em Dourados a Operação Colina. A operação que começou a ser realizada ontem nos grandes centros do Brasil tem como objetivo se espalhar para outras cidades do país.

Dourados foi escolhida para ser uma das sedes da operação por ser uma cidade satélite e por estar localizada em uma região próxima a fronteira com o Paraguai e servir como rota de compra e venda de entorpecentes.

O principal objetivo da PRF (polícia Rodoviária Federal) com a operação é combater o tráfico de entorpecentes, roubo de veículos, entre outras investigações, de acordo com o diretor de divulgação da PRF Charles Fruguli Moreira a fiscalização foi feita em todos os veículos que passavam pela rodovia. “Foi realizada uma vista rigorosa em todos os veículos” comentou diretor.

Com a fiscalização, o trânsito ficou lento se formando próximo a delegacia da PRF uma fila enorme, onde o motorista gastava 1h30 para fazer o trajeto de apenas três quilômetros.

Outras duas operações padrão como essa já foram realizadas em 2012, uma em Março e outra em Maio, ambas com a finalidade de combater o tráfico de entorpecentes, a passagem de veículos roubados ou clonados para o país vizinho.

Possível Greve

A PRF pretende entrar em greve assim como a PF (Polícia Federal) caso o Governo Federal não atender suas reivindicações. Entre elas estão uma melhora no salário e o aumento de concursos públicos pelo fato de ter aumentado significativamente a área de policiamento e o número de policiais que estão na ativa, não está suprindo a demanda.

A PRF também solicita melhores condições de trabalho, novos postos fiscais, pois os atuais não estão adequados para realizar um serviço de qualidade. Novos coletes a prova de balas, armas mais modernas, uma comunicação mais eficiente entre as delegacias e o governo. E um reajuste em relação ao transporte, alimentação e a saúde.

Os policiais também lutam pela reestruturação da PRF, o documento do Governo federal que regula as atribuições do serviço de Policial Rodoviário Federal os categoriza como realizadores de atividades de nível “Intermediário” mas as atividades que cumprem são de nível superior inclusive para ingressar na PRF é preciso ter concluído o curso superior.

A última alteração feita no salário da PRF foi em 2006, e o governo retirou gratificações como exemplo, a hora-extra noturno.

Na próxima segunda-feira (13/08) será realizada uma assembleia de representantes das PRFs de todo o Brasil para decidir sobre a possibilidade de entrarem em greve. Caso aprovada, a paralisação terá início nos próximos dias.