Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 20 de Junho de 2024

Sidrolandia

Assentados protestam contra laticínio de Terenos

Em maio, por exemplo, de um faturamento de R$ 1.252,00, a empresa aplicou um desconto de R$ 481,00, restando um saldo líquido de R$ 771,00

Flávio Paes/Região News

18 de Julho de 2012 - 09:56

Os assentados de Sidrolândia vão protestar nesta quarta-feira contra a BR Brasil Foods, empresa proprietária de laticínios em Rio Brilhante e Terenos, que compra a maior parte da produção leiteira do município. Eles reclamam que a empresa há três meses vem impondo desconto até 58% nas faturas do leite que vendem à indústria.  Os produtores obstruíram a passagem do caminhão da empresa na estrada de acesso ao Assentamento Capão Bonito 2.

Os assentados não aceitam a justificativa da empresa, detentora da marca Heloisa, de que este desconto foi aplicado porque o leite adquirido estava impróprio para pasteurização porque apresentava excesso de acidez, adição de água, além de resíduos de vacina. “Não aceitamos esta explicação porque a empresa não apresentou nenhum laudo para comprovar que o leite estava fora dos padrões”, justifica Rubens Martins, um dos produtores prejudicados com os descontos aplicados pela BR-Food.

Em maio, por exemplo, de um faturamento de R$ 1.252,00, a empresa aplicou um desconto de R$ 481,00, restando um saldo líquido de R$ 771,00 para o produtor. Mês passado, sobre o valor faturado de R$ 707,02, a indústria descontou R$ 411,53, restando um saldo de R$ 295,49. “Se de fato o leite que entregamos estava estragado, não haveria porque a empresa emitir nota fiscal sobre o valor do total leite  entregue” argumenta.

Em consequência dos sucessivos descontos, Rubens reduziu pela metade a produção vendida à indústria (de 120 para 60 litros por dia). “Preferi fabricar queijo a vender o leite para o laticínio”, explica. A produtividade média do seu rebanho de 12 vacas caiu porque ficou descapitalizado para reforçar a alimentação dos animais.

Atraso

Não é o primeiro problema que os produtores de leite de Sidrolândia enfrentam com a BR Brasil Foods, empresa que desde novembro assumiu o controle acionário da Heloisa Indústria e Comércio de Produtos Lácteos, dona da marca “Vencedor” com laticínios em Rio Brilhante e Terenos.

No início do ano a empresa deixou os produtores sem receber por três meses. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais entrou na Justiça para cobrar os atrasados.