Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

Sidrolandia

Assessor de Lula vai ao Senado explicar dossiê Perillo

O chefe de gabinete confirmou que soube das denúncias, mas afirma que nenhum dossiê chegou às suas mãos

Folha On-line

14 de Abril de 2010 - 16:51

O chefe de gabinete do presidente Lula, Gilberto Carvalho, terá que explicar, no Senado, como soube da existência de um dossiê sobre supostas contas do senador Marconi Perillo (PSDB-GO) em bancos na Suíça, nos Estados Unidos e em paraísos fiscais do Caribe.

Um requerimento de Perillo convidando Carvalho para depor foi aprovado nesta quarta-feira na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

O senador goiano afirma que o documento é falso e que só possui contas bancárias em Goiânia. Ele classificou "de canalhas e bandidos" os autores do dossiê. Ele atribui as denúncias ao fato de ser candidato ao Governo de Goiás líder nas pesquisas.

O líder do PR na Câmara, Sandro Mabel (GO), que teria entregado uma cópia do documento a Carvalho, segundo reportagem de "O Estado de S. Paulo", e o procurador Fernando Krebs, que investiga o caso em Goiânia, foram incluídos no requerimento pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

O chefe de gabinete confirmou que soube das denúncias, mas afirma que nenhum dossiê chegou às suas mãos. A senadora petista Ideli Salvatti (SC) disse que conversou hoje com Carvalho e que ele se mostrou disposto a esclarecer o caso.

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), afirmou que o partido vai levar o caso ao Conselho de Ética da Câmara. "Não é a primeira vez que o deputado Mabel frequenta essa comissão", disse.