Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Junho de 2024

Sidrolandia

Bebê de 8 meses recebe medicação errada e é salva por injeção de adrenalina no HR

Em seguida, uma médica chegou ao local, admitiu que a enfermeira errou e salvou a bebê

Midiamax

12 de Novembro de 2014 - 14:53

Uma bebê de 8 meses recebeu medicação errada e foi salva por injeção de adrenalina na noite deste segunda (10), no Hospital Regional, em Campo Grande. O erro médico quase causou maiores complicações à criança, que foi ao hospital por estar com tosse e coceira na garganta.

Segundo o pai da criança, Jefferson da Rocha Rufino, que registrou boletim de ocorrência na madrugada de terça (11) na Depac Piratininga por lesão corporal culposa, a enfermeira que atendia sua filha aplicou na veia da criança medicamento que era para ser inalado.

“Pedi que fizesse inalação na minha filha. Aí ela se equivocou e aplicou na veia o remédio. Na hora ela percebeu que havia cometido um erro e saiu correndo desesperada da sala. E minha filha passando muito mal, praticamente morrendo no colo da minha mulher”, relata.

Em seguida, uma médica chegou ao local, admitiu que a enfermeira errou e salvou a bebê. “Ela chegou, colocou balão de oxigênio e deu injeção de adrenalina para ressuscitar minha filha. O coração dela estava quase parando”, conta o pai.

A bebê passa bem, mas continua internada no Hospital, por conta da tosse. Os pais da criança, que também registraram reclamação na ouvidoria do Regional, ficaram abalados com o ocorrido. “Imagina se acontecesse o pior?”, indaga Jeferson.

Sindicância

A assessoria do Hospital Regional declarou estar ciente do fato e informou que já foi instaurada sindicância para apurar a conduta da enfermeira e apontar os responsáveis pelo ocorrido.