Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Brasil é 12º país mais feliz do mundo, segundo pesquisa

No topo da felicidade, está a Dinamarca e, como o país mais infeliz do mundo, está Togo, pequena nação africana no noroeste da África

Folha On-line

20 de Julho de 2010 - 10:58

Os brasileiros têm motivo para comemorar. Segundo uma pesquisa Gallup divulgada pela revista "Forbes", o Brasil é o 12º país mais feliz do mundo, de uma lista de 155 nações. No topo da felicidade, está a Dinamarca e, como o país mais infeliz do mundo, está Togo, pequena nação africana no noroeste da África.

A pesquisa foi realizada com milhares de entrevistas nas 155 nações, entre 2005 e 2009, e mede dois tipos de bem-estar. Primeiro, os entrevistados foram questionados sobre sua satisfação, de maneira geral, com suas vidas --para o que deram uma nota de um a dez. Depois, foram questionados sobre como suas experiências no dia anteriores e como se sentiram, em três graus de satisfação, indo da felicidade ao sofrimento.

No Brasil, 58% disseram estar felizes, 40% disseram estar lutando e apenas 2% disseram estar sofrendo. Na nota geral, o país ficou com 7,5 --empatado com o Panamá.

A Dinamarca liderou o ranking com nota 7,9 e 82% da população declaradamente feliz. Outros 17% disseram estar batalhando e apenas 1% disse estar sofrendo.

Em seguida, estão Finlândia (75% de felizes), Noruega (69%), Suécia (68%) e Holanda (68%).

A América aparece logo em seguida, com a Costa Rica como seu país mais feliz --com uma nota de geral 8,1 e 63% de felizes contra apenas 2% sofrendo.

Do outro lado da lista, está o Togo com uma nota 5 e apenas 1% de entrevistados reconhecidamente felizes. Outros 67% dizem estar lutando e 31% estão sofrendo.

A África, aliás, domina as últimas posição com Burndi, Ilhas Comores, Camboja, Serra Leão, Burkina Fasso, Ruanda e Níger, em ordem decrescente.

A "Forbes", que reconhece não ser fácil determinar um ranking de felicidade, disse ter chegado à conclusão de que a o dinheiro traz sim ao menos parte da felicidade --já que há uma relação direta entre satisfação na vida (a nota geral) e renda.

Mas a fonte de alegria diária, na classificação em três escalas, está mais associada a realizações psicológicas e sociais, "que são mais difíceis de se conseguir com um salário".