Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

Câmara aprova doação de área para construção do Hospital do Câncer em Nova Andradina

O projeto de lei de autoria do Executivo foi aprovado por unanimidade pelos vereadores

Assessoria

10 de Julho de 2012 - 13:31

Em regime de urgência especial, a Câmara Municipal de Nova Andradina aprovou, na segunda-feira (9), a doação de um hectare de terra para a construção de uma unidade do Hospital do Câncer de Barretos no município. O projeto de lei de autoria do Executivo foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.

Inicialmente, a unidade pretende envolver 39 municípios das regiões da Grande Dourados e do Vale do Ivinhema, onde vivem atualmente mais de 720 mil habitantes. A extensão do hospital será construída próxima ao campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UMFS), às margens da rodovia MS-134, na saída para Campo Grande.

O investimento inicial da obra será de aproximadamente R$ 10 milhões. Em março, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, já havia anunciado aos senadores Antônio Russo Netto (PR) e Delcídio do Amaral (PT) a liberação de recursos para a implantação de um centro de diagnóstico precoce de câncer em Mato Grosso do Sul.

A construção da unidade em Nova Andradina foi articulada pelo vereador Sandro Roberto Hoici (DEM), relator especial do projeto de autoria do Executivo, e pelo coordenador de assuntos relativos ao Hospital do Câncer de Barretos (SP) em Mato Grosso do Sul, Ademar Capucci.

Em 2009, por meio de indicação, o parlamentar já havia solicitado a realização de estudos para a implantação da unidade. A proposta visava reduzir o fluxo de pacientes de Nova Andradina e municípios vizinhos que buscam tratamento em Barretos.

Os recursos para a construção da unidade no município irão partir de emenda do senador Delcídio do Amaral em parceria com o Ministério da Saúde. Os repasses serão gerenciados pela Fundação Pio XII, mantenedora do Hospital do Câncer.

Com a construção da extensão em Nova Andradina, o senador Antônio Russo Netto destinou R$ 2,3 milhões para a aquisição de um ônibus com aparelhos para diagnóstico, triagem e acompanhamento pós-operatório. A unidade móvel percorrerá o Estado auxiliando o tratamento da doença.