Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

Caminhão tomba com 18 cabeças de gado e animais invadem a pista

O tráfego de caminhões e veículos de passeio era intenso no momento do acidente. Os outros cinco bois, que não foram parar na rodovia, ficaram presos na carroceria.

Campo Grande News

17 de Junho de 2011 - 10:11

Um caminhão boiadeiro com 18 cabeças de gado tombou no começo da tarde desta quinta-feira, na BR-163, a poucos metros da Vila Vargas, distrito de Dourados (230 km de Campo Grande, na região Sul do Estado). Treze animais foram parar no meio da pista.

O tráfego de caminhões e veículos de passeio era intenso no momento do acidente. Os outros cinco bois, que não foram parar na rodovia, ficaram presos na carroceria.

Nenhum dos 18 bichos morreu, mas alguns ficaram feridos. O condutor também saiu ileso.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) precisou interromper o tráfego em um lado da pista, no sentido Dourados-Campo Grande.

Com a chegada do guincho, os animais que permaneciam na carroceria tiveram que ser soltos.

Um boi chegou a chifrar a lateral de uma caminhonete, amassando a porta, e depois furou o pneu dianteiro. O boi causou pânico entre as pessoas e disparou em direção a uma plantação à beira da rodovia.

A rodovia ficou parcialmente bloqueada por duas horas, provocando um congestionamento superior a 1 quilômetro.

O acidente - O caminhoneiro João Bezerra da Silva perdeu o controle do caminhão na rotatória. “Tentei de todas as formas evitar, mas o caminhão foi para um lado e o gado para outro”, disse em entrevista ao site Dourados Agora.

O gado pertence a um frigorifico da região Sul do Estado e estava sendo transportado de Paranhos para Bataguassu.

Para a PRF, uma das possíveis causas do acidente foi a alta velocidade. A sinalização da rodovia marca que a velocidade máxima permitida na rotária é de 40 km/h.

A polícia afirma que o tacógrafo do caminhão registrou a velocidade de 100 km/h.