Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 28 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Cavalgada reúne mais de 600 cavaleiros em Deodápolis

MS Cidades

23 de Maio de 2011 - 09:21

Uma tradição na região vem resgatando a história do homem do campo, do tropeiro, do homem da lida no campo que andava várias léguas ao lombo do seu animal, para tocar boaidas ou simplesmente usar o cavalo como meio de transportes. Muito diferente dos anos anteriores hoje o chão preto do asfalto toma conta de grande parte das rodovias e estradas que encurta o espaço e o tempo de uma localidade a outra.

 

E resgatando a história desses bravos cavaleiros e tropeiros, nasceu à homenagem mais justa com as cavalgadas nos últimos anos, durante o último sábado nas comemorações de aniversário de Deodápolis foi realizada a tradicional Cavalgada Ruralista, fazendo parte da programação da 17ª Expoad (Exposição Agropecuária de Deodápolis), que reuniu mais de 600 participantes, entre cavaleiros, amazonas, carroças, carro de boi, ginetes em touros, burros com bruacas (malas de couro cru para transporte de utensílios de cozinha e acampamento), desta forma eles percorreram uma boa distância entre o campo até a cidade passando por diversas ruas e avenidas da cidade até chegando até ao Parque de Exposição de Deodápolis.

 

Um dos organizadores da cavalgada Moacir queijo destacou a importância e a união dos amigos das cidades vizinhas que vieram participar da cavalgada com suas respectivas comitivas fortalecendo desta forma o elo de amizade e companheirismo para com os mesmos.

Durante o percurso muita gente correu para escolher o melhor local para apreciar a cavalgada que tinha uma infinidade de pessoas de todas as idades, homens, mulheres e crianças que formavam uma bela e única comitiva de gente com sorrisos estampados nos rostos de cada cavaleiro, esquecendo desta forma os problemas de cada um, andavam como uma única família sem brigas e desavenças pelo percurso.

Durante a cavalvagada não foi esquecido o símbolo do tropeiro o berrante uma buzina feita de chifres do boi unida entre si por anéis de couro, metal ou chifre usado pelos ponteiros para atrair, estimular ou acalmar o gado e dar sinais aos demais peões da comitiva.  

Está é a verdadeira cavalgada capaz de unir homens e mulheres com um só objetivo de amor ao próximo como nos velhos tempos, não muito distantes de  nossos avós. No parque de exposições várias comitivas foram agraciadas com uma placa de participação e eleição do cavalo mais bonito, menor cavalo, criança mais nova entre outros itens, dada pelo prefeito Manoel Martins que esteve participando ativamente no meio da cavalgada juntamente com diversas, autoridades e comerciantes. Ao final foi servido a todos um belo arroz tropeiro para sacramentar o evento ao som da música sertaneja tocada ao vivo.