Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Censo dos armazéns no Estado vai até 10 de setembro

Atualmente, o Brasil possui capacidade de estoque em 134,7 milhões de toneladas de produtos, sendo 80,7% a granel e 19,3% convencional

TV Morena

30 de Agosto de 2010 - 09:00

Até o próximo dia 10 de setembro a Superintendência da Companhia Nacional de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Conab/MS) realiza o Censo dos Armazéns 2010 em todo o Estado. O trabalho vai percorrer a fronteira e região de Dourados e irá atualizar o Cadastro Nacional de Unidades Armazenadoras de todo o País.

Os técnicos estão visitando unidades em Ponta Porã e na grande Dourados. De acordo com a Conab, a atualização do cadastro poderá impactar em aumento da capacidade de estocagem, fortalecendo a estratégia de armazenagem de alimentos.

Até o final do ano, o Censo será concluído em todo o Brasil. Serão avaliadas a localização, características técnico-operacionais, capacidade e importância das unidades para o desenvolvimento da produção agrícola. O objetivo principal é fazer uma varredura completa no sistema de armazenagem e identificar as alterações nas áreas de processamento e armazenamento em Mato Grosso do Sul.

Atualmente, o Brasil possui capacidade de estoque em 134,7 milhões de toneladas de produtos, sendo 80,7% a granel e 19,3% convencional. Em Mato Grosso do Sul, são 858 unidades armazenadoras, com capacidade estática de 6.933.547 toneladas, representando 5,15% do total no País. 

O Censo vai cadastrar pessoas físicas ou jurídicas, públicas e privadas, como proprietários, locatários, arrendatários ou cessionários e que possuem armazéns em ambiente natural. As unidades poderão ser consideradas aptas ou não para as atividades de armazenagem.

No município de Ponta Porã encontram-se 16 unidades no sistema convencional com capacidade de armazenamento de 137.545 toneladas. No sistema granel, são 59 unidades, que poderão armazenar um total de 351.612 toneladas.

Convencional e Granel somados estimam capacidade de armazenagem de até 489.157 toneladas em 75 unidades distribuídas em todas as regiões de Ponta Porã.