Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Chuva atrapalha colheita da soja no sul de Mato Grosso do Sul

Nas poucas aberturas de sol, Nédio Anzilago até tenta colher parte dos 1.500 hectares plantados

Globo Rural

22 de Fevereiro de 2011 - 09:23

No sul de Mato Grosso do Sul, a chuva atrapalha a colheita da soja. Nos primeiros 17 dias de fevereiro, já choveu 70% do que é esperado para o mês todo. Por causa disso, as máquinas estão paradas nos galpões, à espera do sol.

Na fazenda São José, em Aral Moreira, sul do estado, uma das principais regiões produtoras de grãos, as colheitadeiras que deveriam estar trabalhando a todo vapor nas lavouras de soja, permanecem paradas no galpão. A chuva não permite que os produtores rurais colham o grão.

Nas poucas aberturas de sol, Nédio Anzilago até tenta colher parte dos 1.500 hectares plantados.

A soja já está passando do ponto de colheita, foi dessecada há 15 dias, mas logo a chuvarada volta e atrasa todo o trabalho.

“O prejuízo é grande já e vamos torcer que o tempo abra e a gente consiga colher e plantar a safrinha também”.

Em Aral Moreira mais de 120 produtores já tiveram prejuízos com as lavouras de soja por causa do excesso de chuva.

E não é para menos, faz 15 dias que chove sem parar na região. Na propriedade de Cláudio, onde foram plantados 600 hectares de soja, o excesso de água já fez boa parte dos grãos dessecados apodrecerem. “

Essas vagens que estão com a coloração preta, são grãos que já estão estragando.

Não precisa nem procurar que já encontramos prejuízo que estamos tendo em qualidade do grão e peso”.

O agrônomo da fundação MS, Carlos Pitol, informou que o problema está mais concentrado no sudoeste do estado, porque o plantio foi realizado mais cedo do que nas outras áreas.